Lufthansa e Eurowings adotam medidas para distanciar pessoas nos aviões e aeroportos

O Lufthansa Group anuncia hoje que as companhias aéreas Lufthansa e Eurowings estão adotando medidas adicionais para garantir a distância física entre os passageiros durante a viagem.

Avião Lufthansa Airbus A321 Decolagem
Airbus A321 – Imagem: Lufthansa

A partir dessa sexta-feira, 27 de março de 2020, os assentos vizinhos a bordo na Classe Econômica e na Econômica Premium serão bloqueados e permanecerão livres em todos os voos saindo da Alemanha. Isso também se aplica a voos domésticos.

Este regulamento não se aplica apenas a voos indo para a Alemanha, porque a principal prioridade das companhias aéreas continua sendo retornar o maior número possível de pessoas ao país de origem. 

Avião Airbus A330 Eurowings

Além disso, a partir de agora todos os voos da Lufthansa e da Eurowings nos aeroportos domésticos serão realizados apenas em posições com pontes de embarque sempre que possível, considerando a infraestrutura aeroportuária e os regulamentos oficiais existentes.

Esta medida visa ajudar os passageiros a evitar viagens de ônibus. Quando isso não for possível a curto prazo, o dobro de veículos estará operando, o que também já ocorre nos últimos dias.

Ambas as medidas serão aplicáveis ​​até 19 de abril de 2020.

A Lufthansa e a Eurowings já adotaram outras medidas para aumentar a distância entre os passageiros ao longo de toda a cadeia de viagens, por exemplo, nos balcões de check-in ou no embarque e desembarque da aeronave. O serviço a bordo também foi adaptado em relação às atuais medidas de distanciamento físico.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.

Comentários estão fechados.