Lufthansa proíbe uso de máscaras de pano em seus voos

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Apesar da vacinação ter começado em boa parte dos países mais desenvolvidos do mundo, como a Alemanha, a empresa aérea local Lufthansa apertou suas regras sobre o uso de máscara.

Imagem: Lufthansa

Segundo a empresa divulgou através de uma nota oficial, as máscaras de pano, tão populares e que se tornaram um item obrigatório – e, por que não, parte do vestuário nos dias atuais -, não poderão ser mais usadas em seus voos. Mais flexíveis, bonitas e que podem ser feitas em casa, elas são as mais populares no mundo, sendo inclusive utilizadas pelos próprios funcionários da empresa, vide foto acima.

Mas agora a regra é outra: apenas máscaras N95 (FFP2) ou máscara cirúrgica descartável (aquela azul e verde que se vê em séries de médicos na TV) é que poderão ser usadas nos voos. Outros tipos de máscaras, mesmo com filtro externo, e panos, não serão aceitos pela empresa a partir do dia 1º de fevereiro.

Estas máscaras são um pouco mais caras, mas comprovadamente filtram a entrada e saída do coronavírus, sendo as mais eficientes no mercado. No começo da pandemia, elas chegaram a faltar nas farmácias de todo o mundo devido à explosão na procura, mas hoje o fornecimento está normalizado.

A nova medida afeta, inclusive, os voos da empresa entre Frankfurt e São Paulo. A empresa não informou se os voos da sua subsidiária Swiss Airline também terão esta regra e, até agora, no site da empresa suíça não consta nenhuma informação sobre tal restrição.

Máscara cirúrgica será uma das permitidas pela empresa – Divulgação
Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias