Lufthansa troca jato Embraer por ônibus em voo curto e polêmico

Alinhando-se ainda mais com políticas ambientais, a Lufthansa anunciou o corte de uma curta rota na Bavária operada por jatos Embraer.

Imagem: Laurent ERRERA / CC BY-SA 2.0 via Wikimedia Commons

A rota entre Munique e Nurembergue, as duas maiores cidades da Bavária, não será mais feito por aviões, mas sim por ônibus. O voo durava apenas 40 minutos e cobria uma curta distância de 150 quilômetros, sendo sempre criticado, já que a percurso podia ser feito em pouco mais de uma hora na Autobahn ou nos trens de alta velocidade.

Agora, a empresa anunciou o corte dos voos que eram feitos por jatos Embraer E-190 ou Bombardier CRJ da subsidiária Lufthansa CityLine. Inclusive, o voo era puramente de conexão: segundo dados do portal Airliners.de, em novembro de 2018 em torno de 5.300 passageiros voaram na rota, mas apenas 155 tiveram como destino final Munique, sendo que o restante pegou voo de conexão para outros destinos a partir do segundo maior hub da Lufthansa.

Agora, a rota de ônibus continuará a ter o número do voo da Lufthansa, com check-in e despacho de bagagens feito no terminal de ônibus de Nurembergue. A vantagem é que, para esta rota, o ônibus polui menos e acrescenta em torno de meia hora no tempo de viagem, algo bem razoável.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias