Mais 10 jatos Embraer ERJ-145 ganham nova vida numa companhia regional dos EUA

Foto de InSapphoWeTrust, CC BY-SA 2.0, via Wikimedia

O Departamento de Transporte dos Estados Unidos (DOT) emitiu um documento provisório em que sinaliza sua intenção de permitir que a ExpressJet Airlines retome os serviços regulares de passageiros. O regulador entende que a transportadora regional está apta, disposta e capaz de conduzir as operações programadas. A ExpressJet planeja se concentrar, inicialmente, no mercado doméstico.

A empresa havia suspendido suas operações no final de setembro de 2020, depois que a United Airlines decidiu transferir todos os seus Embraer ERJ-145 para outra regional, a CommutAir, em meio a uma crise cada vez pior do COVID-19. 

Naquela época, a ExpressJet operava apenas como transportadora terceirizada pela United e não tinha seus próprios clientes. No entanto, após um período de dormência durante a temporada de inverno, em abril de 2021, a companhia aérea anunciou que iria reiniciar como uma transportadora regional independente. 

Dessa forma, a companhia começaria com um único ERJ-145, somando mais nove unidades nos próximos 12 meses. Suas rotas se concentrarariam no atendimento a cidades de segundo e terceiro níveis nos Estados Unidos, com uma distância média de cerca de 870 quilômetros entre si.

O DOT enfatizou que sua autorização atual cobre apenas as dez aeronaves iniciais. Caso a ExpressJet Airlines deseje aumentar sua frota além desse número no futuro, ela terá que buscar autorização adicional do regulador.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Flybondi aumenta a quantidade de voos para Florianópolis durante o verão

0
A partir do dia 17 de dezembro, a Flybondi iniciará seus voos sazonais entre Buenos Aires e Florianópolis. A empresa aérea argentina de baixo