Mais de 200 especialistas discutem melhoria do setor aéreo brasileiro

A Secretaria Nacional de Aviação Civil do Ministério Infraestrutura (SAC/MInfra) e o Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) promoveram na quarta-feira (25) o Seminário InovaAC, voltado à inovação e ao aperfeiçoamento do Sistema de Aviação Civil Brasileiro.

O evento foi 100% on-line e reuniu mais de 200 participantes, entre especialistas, trabalhadores e representantes de empresas do setor, técnicos, professores e alunos do curso de pós-graduação em Engenharia e Infraestrutura Aeroportuária do ITA.

Durante o evento, foi lançado o Manual de Apoio à Prospecção de Novos Sítios Aeroportuários Regionais, aprovado em julho e que entra em vigor a partir de 1º de setembro. Fruto da parceria entre SAC/MInfra e ITA, o documento é inédito no país. Apresenta as etapas a serem cumpridas para identificar novas áreas que possam receber aeródromos, lista os critérios técnicos a serem considerados, seus objetivos e quais sítios são mais adequados para implantação de um aeroporto.

A iniciativa pioneira contribuirá com o desenvolvimento da infraestrutura regional do país, assim como outras etapas do Projeto InovaAC, que consiste em uma série de estudos cujo objetivo é aperfeiçoar e inovar a aviação – parte deles voltada ao aprimoramento da aviação regional.

Parceria Estratégica

Na abertura do seminário, o secretário Nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann, elogiou os resultados da colaboração entre MInfra e ITA, firmada em 2018. “É uma parceria estratégica, que aproxima a academia do programa de políticas públicas e que tem trazido ótimos resultados, um deles é o manual”, destacou. “Nossa indústria aeronáutica tem alguns ícones e um deles é o ITA”, disse.

A diretora de Departamento de Planejamento e Gestão (DPG/SAC), Fabiana Todesco, é um dos bons frutos do ITA. Ex-aluna da pós-graduação do Instituto, ela participou da abertura do evento. “Eu acredito que a excelência só vem com o trabalho conjunto. Esse projeto é muito importante, pois queremos mais estudantes que contribuam para que o Brasil continue sendo a referência que é”, disse. “Somos referência na América Latina nas discussões técnicas [do setor aéreo] justamente graças a esse trabalho coletivo”, acrescentou.

O coordenador-geral do projeto e professor do Departamento de Transporte Aéreo do ITA, Cláudio Jorge Pinto Alves, explica que foram realizados estudos específicos, empregando a metodologia proposta no manual, para reduzir ao máximo a subjetividade nos processos de seleção de sítios para aeroportos. E que todo o desenvolvimento do documento teve a participação de alunos da instituição e da equipe da SAC/MInfra. “Essa atividade alia o conhecimento dos profissionais com as necessidades práticas do setor do transporte aéreo. Portanto, nessa colaboração, ganha o país e a escola, com as oportunidades de pesquisa aplicada e a contribuição social”, concluiu.

Informações do Ministério da Infraestrutura

Leia mais:

Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias