Mais um A380 voa para Teruel e o fim dos gigantes em Frankfurt se aproxima

Enquanto preparávamos uma notícia de que uma companhia havia retomado os voos de passageiros com seus Airbus A380, soube-se que a Lufthansa havia levado mais um de seus superjumbos para a região desértica de Teruel, na Espanha, ficando mais próximo o fim dos gigantes da companhia aérea alemã que ainda permaneciam estocados em seu hub de Frankfurt.

Cena do vídeo do A380, que você verá nesta matéria

No começo do mês passado anunciamos aqui no AEROIN que foi reduzido para apenas 2 o número de gigantes aviões de dois andares A380 da Lufthansa ainda mantidos em seu hub no Aeroporto Internacional de Frankfurt, na Alemanha.

Agora, após quase um mês, o penúltimo Airbus A380 da Lufthansa deixou o Aeroporto de Frankfurt na manhã de hoje, 1º de junho, às 07h18 UTC, com destino ao Aeroporto de Teruel, na Espanha, onde ficará armazenado por um longo período.

A aeronave em questão, que agora se juntará ao restante da frota de superjumbos da alemã, tem apenas seis anos e seis meses desde a fabricação e é registrada sob a matrícula D-AIMM, tendo sido entregue à Lufhtansa em 2015 com o nome de batismo “Delhi”.

O movimento da aeronave foi registrado pela plataforma RadarBox hoje, em que foi possível acompanhar o voo LH9921 com destino à Espanha conforme a imagem a seguir. Logo abaixo dela, acompanhe também um vídeo publicado no YouTube, no qual é possível ver a chegada do D-AIMM no Aeroporto de Teruel, em horário próximo das 09h UTC.

Imagem: RadarBox

Com a despedida do D-AIMM, agora resta em Frankfurt apenas o A380 da Lufthansa com matrícula D-AIMH. Certamente ele não deve demorar a também partir para a região desértica de Teruel na Espanha, pois a companhia já havia anunciado que estocaria todos eles, e tem enviado um a um aproximadamente a cada 20 dias.

Agora são onze unidades do A380 da empresa alemã estocados em Teruel, e ainda existem outros dois que foram enviados a Tarbes, na França. A Lufthansa não tem planos de curto prazo para voltar a usar o gigante, e considera até mesmo nunca mais utilizá-los, a depender do ritmo de retomada da aviação após a pandemia.

Leia mais:

Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias