Mais um avião especial da Airbus entra em operação

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A Airbus anuncia hoje (26) que mais uma unidade de seu avião especial BelugaXL entra em serviço nas operações de transporte relacionadas à fabricação de aviões.

Avião Airbus Beluga XL #3
Imagem: F. Montet / Airbus

A aeronave registrada sob a matrícula francesa F-GXLI é a terceira unidade deste novo modelo recentemente desenvolvido pela Airbus. A versão anterior, chamada de BelugaST, é baseada no projeto do jato A300-600, enquanto esta mais recente versão foi desenvolvida com base no A330-200.

O peculiar avião BelugaXL recebeu sua certificação tipo da Agência Europeia de Segurança da Aviação (EASA) em novembro de 2019, abrindo caminho para a entrada em serviço no início de 2020.

A aeronave é parte integrante do sistema industrial da Airbus e um facilitador fundamental para os requisitos de aumento de produção a partir de 2019. O BelugaXL permite 30% de capacidade de transporte extra, sendo 7 metros mais longo e 1 metro mais largo do que o seu antecessor, o BelugaST.

Com maior compartimento de carga, o modelo pode transportar duas asas do A350 XWB, enquanto o BelugaST só pode transportar uma de cada vez. Com uma carga útil máxima de 51 toneladas, o BelugaXL tem um alcance de 4.000 km (2.200 milhas náuticas).

No momento da publicação desta matéria, o terceiro exemplar da nova “baleia” dos ares desloca-se de Toulouse, sede da Airbus na França, para Chester, no Reino Unido, onde há uma unidade de produção de partes da fabricante. Você pode acompanhar os voos do F-GXLI clicando aqui.

Nome Ideal

Dependendo do seu ponto de vista, o Airbus Beluga é uma aberração ou uma maravilha da indústria da aviação. Seu formato lembra uma baleia Beluga, por isso o nome não lhe poderia cair melhor.

À medida que a Airbus cresceu, sua frota de Belugas tornou-se insuficiente para suas necessidades. Como resultado, a fabricante precisava de uma atualização.

Lançado em novembro de 2014, o BelugaXL baseado na versão cargueira do A330-200 aproveita-se de uma grande reutilização de componentes e equipamentos existentes.

Com sua fuselagem mais larga, chegando aos 8,8 metros, supera até mesmo a fuselagem do gigante Airbus A380, que tem 7,14 metros de largura. O jato é alimentado por motores Rolls Royce Trent 700.

O cockpit abaixado, a estrutura do compartimento de carga, a extremidade traseira e a cauda foram recentemente desenvolvidos em conjunto com parceiros, dando à aeronave sua aparência distinta.

Com informações da Airbus

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias