Mais uma empresa aérea fara voos para lugar nenhum com o Airbus A380

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Os voos para lugar nenhum (aqueles que decolam e pousam no mesmo aeroporto) caíram no gosto dos asiáticos. Agora é chegada a hora de mais uma empresa coreana programar esse tipo de voos e também com o maior avião de passageiros do mundo.

A protagonista desta vez é a Asiana Airlines, da Coreia do Sul, que fara voos de observação com passageiros a bordo do Airbus A380, maior avião de passageiros do mundo, saindo e decolando do Aeroporto de Seul / Incheon. Os serviços acontecem nos dias 24 e 25 de outubro, decolando de Seul as 11h00 da manhã e pousando 2 horas e 20 minutos depois, no mesmo aeroporto.

A aeronave irá sobrevoar a capital, depois seguirá para Gangneung, Pohang, Busan, Ilha de Jeju e depois retornará para Seul, segundo roteiro divulgado no portal Routes Online. As tarifas estão disponíveis a partir de 305 mil wons, o equivalente a R$1.400 reais.

Treinando no A380

Desde meados da Pandemia, a Asiana tem feito voos para lugar nenhum com o A380, mas eram para treinamento de pilotos. Embora tenha sido acusada de desperdício de recursos, a Asiana disse à Bloomberg que não tinha outra opção. Os simuladores de voo que a companhia aérea coreana normalmente usa estão localizados na Tailândia e, devido às proibições de viagens ao coronavírus, os pilotos em treinamento não conseguiram voar para lá. 

Outras empresas da região que adotaram essa proposta com o gigante Airbus A380 foram a Eva Air, Starlux e China Airlines, todas de Taiwan, além da japonesa ANA, que tambpem voou com os seus dois A380 em operações semelhantes. Segundo a ANA, essa é uma requisição do fabricante, onde é necessário içar a aeronave para aliviar a pressão sobre o trem de pouso principal a cada 90 dias, então aproveitou-se para fazer uma receita extra.

A Singapore Airlines, outra grande empresa aérea internacional, também teve a ideia de iniciar voos sem destino, que inclusive têm sido alvo de polêmica e agora a empresa é demandada de oferecer apenas comidas veganas a bordo:

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Avião Mitsubishi SpaceJet M90

Mitsubishi confirma paralisação do projeto concorrente do Embraer E2

0
A Mitsubishi afirmou que a situação atual do desenvolvimento do jato regional e as condições do mercado não deixam opção a não ser parar.