Mais uma empresa aérea suspende voos “temporariamente” por problemas financeiros

A companhia aérea turca atlasglobal suspendeu seus voos desde ontem, 26 de novembro, até 21 de dezembro, dizendo que a transferência de voos para o novo aeroporto de Istambul causou problemas de fluxo de caixa.

Imagem Juke Schweizer AtlasGlobal A330-200
A330-200 da atlasglobal – Imagem: Juke Schweizer

“Com a transferência de voos para o novo aeroporto de Istambul a partir de abril de 2019, houve um aumento acentuado nos custos operacionais e de logística, impossibilitando compensar nossas perdas registradas no período de 2016-17”, afirmou em comunicado a companhia.

Entretanto, a empresa também citou uma demanda menor por seus voos no segundo semestre de 2018 devido à depreciação “rápida e agressiva” da lira turca. A moeda caiu 8,5% este ano, após cair quase 30% no ano passado.

A atlasglobal disse que a suspensão dará tempo para a necessária reestruturação e melhoria em seu fluxo de caixa.

Porém, a julgar pelos diversos casos de suspensões “temporárias” de operações de companhia aéreas neste ano, será necessário torcer bastante para que a parada não seja definitiva.

Em seu site, a companhia aérea turca apresenta o seguinte comunicado aos passageiros:

comunicado site atlasglobal airlines 191127

Quem é a atlasglobal?

A atlasglobal Airlines, antiga Atlasjet, oferece voos programados para passageiros e carga e opera rotas domésticas e internacionais da Turquia para Europa, Rússia, Cazaquistão, Alemanha e Emirados Árabes Unidos.

Fundada em 14 de março de 2001 com o nome Atlasjet, foi licenciada para o transporte de passageiros e mercadorias com voos não regulares domésticos e internacionais, e fez seu primeiro voo em 1 de junho de 2001. Em 2015, mudou de nome para atlasglobal.

Segundo dados do Airfleets, sua frota é composta de um Airbus A320, dez Airbus A321 e três Airbus A330-200, além de mais dois Airbus A320 na subsidiária ucraniana AtlasGlobal Ukraine.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.