Está marcada para 2021 a entrega do primeiro avião Airbus A350 XWB produzido na China

Avião Airbus A350 XWB

Um Memorando de Entendimento (MoU) sobre o Desenvolvimento da Cooperação Industrial foi assinado em Pequim por He Lifeng, Presidente da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (NDRC) da China, e Guillaume Faury, CEO da Airbus, na presença do Presidente chinês Xi Jinping e durante a visita do Presidente francês Emmanuel Macron ao país.

De acordo com o MoU, os dois lados concordaram em tomar medidas práticas para colocar novas iniciativas relacionadas às aeronaves Airbus de corpo estreito (“narrowbody”) e largo (“widebody”).

Como parte do objetivo da Airbus de atingir uma taxa de produção global da Família A320 de 63 aeronaves por mês em 2021, a linha de montagem final da Família Airbus A320 em Tianjin continua a caminho de aumentar sua produção para seis aeronaves por mês até o final de 2019, o que representa um aumento de 50% em comparação com a capacidade original.

Além disso, recursos do programa A350 XWB serão estendidos para o Centro de Conclusão e Entrega (C&DC) da Airbus Tianjin a partir do segundo semestre de 2020. A C&DC está programada para entregar sua primeira aeronave A350 até 2021, a partir de Tianjin.

“Damos grande importância à nossa parceria estratégica de longo prazo com a China e seu setor de aviação”, disse o CEO da Airbus, Guillaume Faury. “A Airbus está comprometida em atender a esse setor de crescimento com o portfólio diversificado que tem a oferecer e estamos comprometidos em trabalhar com nossos parceiros chineses para moldar o futuro do setor”.

Potencial chinês

O potencial do mercado de aviação da China é enorme: enquanto o mercado doméstico da China deve se tornar o maior mercado do mundo, o tráfego internacional de e para a China quase dobrou nos últimos 10 anos. Segundo a Airbus Global Market Forecast, a China deverá exigir 7.560 novas aeronaves nos próximos 20 anos.

Nos programas de aeronaves de corredor único e de corpo largo da Airbus, a cooperação está bem estabelecida. No corredor único, a Airbus China (conhecida como FAL Asia) opera com sucesso há mais de uma década desde sua inauguração em setembro de 2008. Até o momento, 450 aeronaves da família A320 foram entregues de Tianjin aos clientes chineses e asiáticos da Airbus desde então.

Em aeronaves de corredor duplo, o primeiro centro de widebodies da Airbus fora da Europa, o C&DC – inaugurado em setembro de 2017 – realizou com sucesso atividades de conclusão de aeronaves A330, incluindo instalação de cabine, pintura e teste de voo de produção, bem como aceitação do cliente e entrega de aeronaves.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.