Mecânico da American Airlines é acusado de sabotar avião

Mecânicos da American Airlines trabalham na asa de um Boeing 777
Mecânicos da American Airlines trabalham na asa de um Boeing 777 © American

Um mecânico da American Airlines foi acusado de sabotagem nesta quinta-feira (6). O fato veio à tona durante uma disputa entre o sindicato e a aérea, envolvendo negociações congeladas para melhorias de salário, entre outras coisas.

Em Julho passado, pilotos de um voo da American tiveram que abortar a decolagem de Miami para Nassau, nas Bahamas após receberem uma mensagem de erro do computador de voo. Após retornar para o portão, a manutenção foi chamada e descobriu-se que um tubo de pitot estava mal conectado. O tubo de pitot é responsável por medir a velocidade da aeronave.

Se iniciou uma investigação que detectou posteriormente, através de uma gravação de câmera de segurança, “o que aparenta ser um funcionário sabotando a aeronave” ao andar com um esfregão.

O suspeito, Abdul-Majeed Marouf Ahmed Alani, foi identificado e interrogado. Ele disse aos policiais que estava insatisfeito com o não andamento das negociações entre o sindicato e a American, que segundo ele afeta financeiramente a sua vida. Abdul ainda afirmou que sabotou o avião para que tivesse um atraso ou cancelamento, permitindo assim que ele fizesse horas-extras e não desejava que houvesse um acidente.

O suspeito será ouvido nesta sexta, e poderá ser enquadrado por atentado contra a aviação civil.

Com informações da Reuters

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos