Novo mega aeroporto em forma de Fênix recebe primeiro voo internacional

O novo mega-aeroporto de Pequim, que teria sido inspirado em uma Fênix por sua já falecida arquiteta, mas tem sido chamado de Estrela-do-Mar, testemunhou seu primeiro voo internacional neste domingo, 27 de outubro.

Segundo informações do Global Times, a estreia se deu quando a companhia aérea China Eastern Airlines decolou seu voo do novo Aeroporto Internacional de Pequim, chamado Daxing, para o aeroporto de Fukuoka, no Japão, com escala em Qingdao, na manhã do domingo.

O voo foi executado com uma aeronave Airbus a321 de matrícula B-1680, segundo dados do FlightRadar24.

Voo MU535 Daxing Qingdao Fukuoka
Voo MU535 de Daxing para Qingdao – Imagem: FlightRadar24

Voo MU535 Daxing Qingdao Fukuoka
Voo MU535 de Qingdao para Fukuoka – Imagem: FlightRadar24

O novo aeroporto, que foi colocado em operação há apenas um mês com a chegada de um Airbus A380, agora recebe mais empresas aérea que estão transferindo suas malhas de voos para lá.

Quinze transportadoras operarão no novo aeroporto neste inverno chinês, incluindo oito companhias estrangeiras. Seis delas – British Airways, Malaysia Airlines, Royal Brunei Airlines, Royal Air Maroc, Effie Airways e Himalayan Airlines – transferirão completamente as operações para o Daxing. Além disso, as outras duas – Polish Airlines e a Finnair – manterão também voos no antigo aeroporto de Pequim, voando para os dois aeroportos, informou a administradora de Daxing.

Ainda segundo a administradora, durante este inverno o aeroporto deverá abrir 119 rotas, incluindo 15 internacionais, e o volume total de aeronaves pode chegar a 43.000, com um volume diário regular de 279. O aeroporto deverá transportar 5,39 milhões de passageiros durante o inverno.

A China Eastern, juntamente com a China United Airlines, voarão 153 voos por dia, representando 50% do volume total de voos no novo aeroporto, tornando-as as companhias aéreas com maior capacidade de voo durante o inverno.

Avião Airbus A350-900 XWB China Eastern Airlines
A350-900 da China Eastern – Imagem: Airbus

“Primeiro transferiremos 10% da capacidade de voo do Aeroporto Internacional da Capital de Pequim para o novo aeroporto, incluindo quatro voos internacionais, e no próximo ano mudaremos mais operações”, disse ao Global Times Liu Hao, vice-gerente geral da filial da China Eastern Airlines em Pequim.

A empresa disse que moverá 80% dos voos em Pequim para o novo aeroporto até março de 2021, tornando o hub a base principal da aliança SkyTeam na Ásia.

A companhia aérea privada Juneyao Air também planeja oferecer três voos entre Xangai e o novo mega aeroporto de Pequim por dia, com 1.700 assentos disponíveis somando-se os dois sentidos da rota.

Estreia de Daxing com Airbus A380

A estreia do novo e notável Aeroporto Internacional de Pequim Daxing (PKX), ocorrida no dia 20 de setembro de 2019, não poderia ter ocorrido com outra aeronave que não fosse a mais icônica da atualidade em termos de capacidade de passageiros, o Airbus A380.

A China Southern Airlines, principal operadora do aeroporto conforme você viu acima, foi a responsável pela inaugural os voos em Daxing com um de seus super-jumbos.

Avião Airbus A380 China Southern

Inicialmente, previa-se que a grandiosa obra de engenharia seria inaugurada em 30 de setembro, véspera do aniversário da fundação da República Popular da China, em 1 de outubro de 1949 por Mao Zedong. A data também marca os 70 anos do Partido Comunista no Poder. Mas a operação ocorreu já no dia 20.

Tem até avião propaganda!

Se você se deparar com um Airbus A330-200 em tons degradê de azul e vários dizeres em chinês, na cor vermelha, há uma grande chance de você estar de fronte à mais recente propaganda do aeroporto de Pequim-Daxing, inaugurado no último dia 20. Apesar das belas cores, há um problema: por ser muito simples e não ter imagens, só quem é chinês vai entender o que está sendo dito ali.

A330 Capital propaganda Daxing cololido

A aeronave, que tem prefixo B-8981, foi pintada dessa forma para promover o novo aeroporto e para lembrar da mudança de parte das operações da empresa aérea Beijing Capital Airlines para lá, a partir de 27 de outubro. Esse avião já foi avistado em Lisboa e foi alocado na rota propositalmente, já que a rota de Pequim para a capital portuguesa será uma das primeiras a operar a partir do novo terminal.

Abre-se o novo gigante, fecha-se o mais antigo da China

O aeroporto de Pequim Nanyuan, o mais antigo da China, deixou de receber aeronaves civis no dia 25 de setembro de 2019, após a abertura do novo aeroporto internacional de Pequim Daxing.

Aeroporto Nanyuan Pátio China
Pátio de Nanyuan enquanto ainda recebia voos

O aeroporto de Nanyuan foi construído em 1910 e foi inicialmente usado para fins militares. Em agosto de 1913, a primeira escola de voo na China foi aberta lá, seguida pela abertura da primeira fábrica de aviação chinesa.

Depois de servir as forças armadas por décadas, em 1986 o aeroporto tornou-se o principal hub da China United Airlines. A companhia aérea foi criada sob a administração da Força Aérea do Exército de Libertação Popular, conectando áreas revolucionárias de base e cidades fronteiriças.

E a própria China United Airlines era a única companhia aérea que ainda operava em Nanyuan, tendo sido a responsável por encerrar os serviços ao transferir suas operações para o recém-construído aeroporto de Daxing.

O novo aeroporto inspirado na Fênix

O aeroporto de Daxing foi construído para o futuro, com quatro pistas, um terminal do tamanho de 97 campos de futebol após a abertura desta primeira fase, e robôs de serviço que fornecerão aos viajantes atualizações de voos e informações do aeroporto.

A meta operacional inicial “modesta” é acomodar 72 milhões de passageiros e 2 milhões de toneladas de carga anualmente até 2025.

Pequim Daxing Terminal Fenix Estrela

O ambicioso plano diretor prevê a construção de um total de sete pistas e a movimentação de pelo menos 100 milhões de passageiros e 4 milhões de toneladas de carga por ano após a continuidade das ampliações.

A construção do projeto de US$ 17,5 bilhões começou em 2014, com mais de 40.000 trabalhadores no local no auge. O terminal possui todas as características das linhas de contorno exclusivas de já falecida arquiteta Zaha Hadid, que teria se inspirado na lendária ave Fênix, com muita luz natural brilhando em suas mais de 8.000 janelas na cobertura.

Apelidado de “estrela do mar” pela mídia por seu formato de cinco saguões conectados ao terminal principal, o Aeroporto de Daxing visa reduzir a caminhada de passageiros, uma queixa longa sobre muitos novos mega-hubs.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.