Início Aeroportos Melhorias em 4 aeroportos regionais do Pará devem começar em 2021

Melhorias em 4 aeroportos regionais do Pará devem começar em 2021

Aeroporto de Redenção (PA) – COMARA

A aviação regional brasileira recebe novas promessas, historicamente deficiente pela debilidade de infraestrutura e demanda que justifique a implantação de rotas, recebeu novas promessas de investimento na última semana. Pelo menos no estado do Pará. Durante reunião na terça-feira, 1, entre o ministro da infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e o governador do Pará, Helder Barbalho, o representante do executivo nacional declarou que as obras de melhoria dos aeroportos de Breves (PA), Paragominas (PA), Redenção (PA) e Itaituba (PA), devem começar em 2021.

A reforma dos aeroportos regionais é um pleito antigo de moradores do interior do estado e está na pauta do governador Helder Barbalho desde a passagem dele como ministro da Integração Nacional do Governo Michel Temer. Os quatro aeroportos fazem parte de um grupo de 24 aeroportos regionais do Pará que integravam o Plano de Desenvolvimento da Aviação Civil(PDAR), elaborado em 2012, pela Secretaria de Aviação Civil, do Governo Federal.

Desta vez, o compromisso assumido pelo ministro Tarcísio é que as obras finalmente comecem após a conclusão dos trabalhos de revitalização do aeroporto de Oriximiná (PA), prevista para dezembro.  Há pouco mais de um ano, em junho de 2019, Barbalho discutiu a conclusão dos quatro aeroportos com autoridades do setor durante uma visita a Brasília (DF). Naquela ocasião, Barbalho se encontrou com a então presidente da Infarero, Martha Seillier, e, em seguida, com o secretário de Aviação Civil, Ronei Glanzmann, para quem prometeu levar os prefeitos das quatro cidades para reforçar a necessidade dos empreendimentos nas localidades.

Importantes polos regionais

O Aeroporto de Breves é o principal terminal aéreo da região da Ilha do Marajó, importante núcleo turístico. Até o início do ano, apenas a TwoFlex operava no terminal. Segundo o governo do Estado do Pará, a região do Marajó não possui atualmente nenhuma operação aérea noturna e extremamente dependente do transporte hidroviário, o que é altamente arriscado em situações e emergência.

O Aeroporto de Paragominas atende a região nordeste do estado, em uma cidade com mais de 110 mil moradores. A região tem intensa atividade econômica, mas aeroporto não permite operações por instrumentos e atende apenas taxi aéreo e aviação executiva.

O Aeroporto de Itaituba é o maior dos quatro e o mais importante aeroporto da região sudoeste do Pará. É atendido pela aviação comercial, notadamente MAP e Azul, que operam voos para cidades vizinhar e a capital, Belém. Ganhou importância com a ampliação da BR-163, que corta o estado e é uma importante via para o escoamento da soja.

O terminal aeroportuário de Redenção atende a região sul do estado. Em abril deste ano, uma equipe da Comissão de Aeroportos Regionais da Amazônia (COMARA), que pertence a Força Aérea Brasileira, esteve no terminal para tentar resolver entraves que atrapalham a ampliação do aeroporto. As obras da pista são prejudicadas pela construção de um linhão de eletricidade no entorno a cabeceira e hangares privados estão instalados inadequadamente.

Com informações do Ministério da Infraestrutura e do Governo do Estado do Pará