Mendigo é preso após morar por três meses na área de embarque de um aeroporto

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Foto de N i c o l a, CC BY 2.0, via Wikimedia

Um californiano de 36 anos conseguiu passar três meses morando na área de embarque do aeroporto internacional O’Hare, em Chicago, de acordo com promotores e o Daily Mail. Aditya Singh, 36, foi preso e acusado de invasão criminal em uma área restrita de um aeroporto, além de roubo de identidade.

De acordo com a polícia, Singh foi para O’Hare em 19 de outubro, mas estava com medo de voar para casa por causa do coronavírus. Singh disse que conseguiu sobreviver pedindo comida a outros passageiros ou comendo as sobras.

O fato trouxe dúvidas sobre a segurança e como uma pessoa pode passar semanas sem ser detectada.

No sábado (16), dois funcionários da United Airlines abordaram Singh e pediram sua identificação. Ele exibiu um crachá, mas na verdade pertencia a um gerente de operações que relatou o desaparecimento em 26 de outubro. Os funcionários então ligaram para o 911.

Embora não houvesse um risco real para a segurança, tal fato contribuirá para aumentar a comunicação no aeroporto, sobretudo entre as diversas áreas, uma vez que dificilmente todos acharam normal a situação de ver alguém mendigando na área de embarque de um dos mais movimentados aeroportos do mundo.

O Departamento de Aviação de Chicago, que supervisiona os aeroportos da cidade, divulgou a seguinte declaração sobre o incidente:

“O CDA não tem prioridade mais alta do que a segurança de nossos aeroportos, que é mantida por uma rede coordenada e de várias camadas de aplicação da lei. Enquanto este incidente permanece sob investigação, pudemos determinar que este senhor não representava um risco de segurança para o aeroporto ou para o público que viaja. Continuaremos a trabalhar com nossos parceiros de aplicação da lei em uma investigação completa deste assunto”.

A foto do homem foi compartilhada pela polícia de Chicago.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Reservas de voo disparam no R. Unido após premiê falar sobre...

0
O anúncio de uma data com o fim das restrições contra a Pandemia do Coronavírus trouxe ânimo para os passageiros britânicos.