Início Acidentes e Incidentes Metroliner pousa com a fuselagem aberta após outro avião atingi-lo no ar

Metroliner pousa com a fuselagem aberta após outro avião atingi-lo no ar

Um acidente bastante perigoso aconteceu na quarta-feira, 12 de maio, quando dois aviões colidiram em pleno voo próximo ao Aeroporto Centennial, na cidade de Denver, nos Estados Unidos.

A situação poderia ter terminado com as ambas as aeronaves destruídas em solo, porém, por sorte, uma delas possuía sistema emergencial de paraquedas, e a outra resistiu aos severos danos até o pouso. Assim, não houve mortes ou feridos no grave acidente aéreo.

O vídeo abaixo mostra a imagem de radar das duas aeronaves colidindo e as comunicações de rádio desde os instantes antecedentes ao impacto até após a ocorrência. As mensagens são em inglês, mas você pode acionar a legenda e a tradução automática para o português através das configurações no canto inferior direito do vídeo. Logo abaixo do vídeo, você encontra mais detalhes a respeito.

As aeronaves envolvidas no acidente foram o bimotor turboélice Fairchild Swearingen Metroliner SA-226TC Metro II registrado sob a matrícula N280KL, operado pela empresa aérea Key Lime Air, e o monomotor privado Cirrus SR-22 de matrícula N416DJ.

O Metroliner estava chegando a Denver no voo de número KG-970, carregando carga e com apenas com um tripulante a bordo, e fazia uma aproximação visual para a pista 17L do Aeroporto Centennial quando, a cerca de 6.400 pés (1,95 km) de altitude, foi atingido pelo Cirrus, que fazia uma curva para também se enquadrar na reta de aproximação para pouso no mesmo aeroporto. Havia duas pessoas no monomotor.

Alguns instantes antes do problema, o piloto do Cirrus foi orientado a seguir para pouso na pista paralela 17R, observando um Cessna que pousaria antes dele nessa pista, e também foi alertado sobre o Metroliner chegando para a pista 17L. O piloto do Cirrus informou que avistava os dois outros aviões.

Ainda não há maiores detalhes sobre como se deu a colisão, porém, pelos danos no bimotor, o Cirrus parece ter acertado em cheio a parte superior da seção traseira da fuselagem.

Por sorte, a fuselagem do avião comercial foi capaz de resistir ao impacto e aos danos, e o piloto declarou emergência à Torre enquanto continuava sua aproximação para um pouso seguro.

O Cirrus, bastante conhecido no mundo todo por seu sistema de paraquedas de emergência, teve o dispositivo acionado pelo piloto, descendo na vertical até um campo nas proximidades do aeroporto.

Após o acidente, é possível acompanhar no vídeo acima a controladora de tráfego aéreo solicitando ao piloto de outro avião, que estava pousando logo depois, que observasse e indicasse onde estava o Cirrus, com objetivo de agilizar a chegada das equipes de emergência.

“O NTSB está investigando a colisão aérea de 12 de maio de 2021 envolvendo um Metroliner e um Cirrus perto de Denver, Colorado. Nenhum ferimento relatado em conexão com a colisão. O relato inicial indica que a colisão aconteceu enquanto os aviões estavam pousando. O NTSB viajará para a cena.”, informou o órgão de investigação de acidentes dos Estados Unidos.

Sair da versão mobile