Míssil disparado contra aeroporto danifica aviões e gera pânico em passageiros na Líbia

Um ataque com mísseis na Líbia deixou várias aeronaves danificadas ontem (03) e causou pânico entre os passageiros no aeroporto de Mitiga, em Trípoli, capital da Líbia.

Aeronave danificada ataque míssil aeroporto Trípoli
Imagem: JACDEC

Os mísseis, supostamente lançados por milícias, atingiram as imediações do aeroporto e danificaram pelo menos dois aviões de passageiros pertencentes à Afriqiyah Airways e à Buraq Airlines. Nenhum dos aviões tinha passageiros a bordo no momento.

Pelo menos duas aeronaves danificadas

Um dos mísseis que atingiram as proximidades do Aeroporto Internacional de Trípoli afetou pelo menos dois aviões de passageiros, causando sérios danos. O site africano AA afirma que nove foram lançados contra a região do aeroporto de Mitiga, a leste de Trípoli, durante a noite.

Em comunicado divulgado pela Buraq, a companhia aérea disse que os estilhaços da explosão atingiram um avião de passageiros e que houve grandes danos, de forma que a aeronave não poderia continuar em serviço.

Também é relatado que a outra aeronave, pertencente à Afriqiyah Airways, foi seriamente afetada. A companhia aérea compartilhou fotos dos danos, com o porta-voz Imran Zabadi afirmando que o jato também estava muito danificado para ser usado.

Os danos a esses aviões serão um grande golpe para as duas companhias aéreas.

A Buraq Air opera uma frota de apenas seis aeronaves, todas as variantes do Boeing 737. Quatro são Boeings 737 Classics, enquanto dois são o modelo mais recente Boeing 737-800.

A Afriqiyah Airways possui uma frota maior, com 15 aeronaves em serviço. A companhia aérea opera somente aviões Airbus, sendo uma aeronave A300, onze A320 e três A330.

O aeroporto havia reaberto recentemente

Os voos foram retomados no aeroporto de Trípoli, devastado pela guerra, em dezembro do ano passado. O local sofreu uma suspensão de três meses dos serviços devido a repetidos ataques com mísseis, um deles tendo destruído um Antonov AN-124.

O aeroporto estava frequentemente sob fogo desde o lançamento de uma ofensiva em abril de 2019 pelas forças armadas de Khalifa Haftar, chefe da Guarda Nacional, como parte de uma campanha para tirar a capital do Governo do Acordo Nacional.

As aeronaves voltaram a decolar do aeroporto no dia 12 de dezembro de 2019, após o fechamento ocorrido em função de um ataque em 1º de setembro, que deixou quatro pessoas feridas.

No entanto, ataques com mísseis têm aumentado nas últimas semanas, e uma breve suspensão de voos já havia ocorrido no final de fevereiro, segundo a Reuters.

Enquanto as companhias aéreas da Líbia são proibidas de voar na Europa, há voos frequentes para Istambul e Túnis a partir do aeroporto. No entanto, o ataque de hoje colocará em questão novamente a segurança e poderá reduzir as operações novamente.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Primeiro avião ATR da Amazon já está pronto para fazer entregas

0
O mercado de carga aérea continua em crescimento, e a Amazon está expandindo a rede da Prime Air para aeroportos menores com o avião ATR.