Mitsubishi Aircraft confirma que não tem planos de reiniciar o MRJ nos próximos 3 anos

A Mitsubishi Aircraft Corporation não tem planos de reiniciar a certificação do programa SpaceJet / MRJ “por enquanto” e pediu à Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) para encerrar seu pedido anterior de isenção de certas regras.

“Depois de interromper nosso programa de testes de voo devido à pandemia no início de 2020, nossa empresa tomou a decisão de interromper o desenvolvimento do MRJ-200 pelos próximos três anos. Essa decisão foi tomada em outubro de 2020. Todos os veículos de teste de voo foram armazenados por um longo prazo em um depósito, e um grande número de funcionários da Mitsubishi Aircraft Corporation mudou-se para iniciar novos empregos”, disse o chefe de certificação Ikuta Masahiko em resposta ao pedido da FAA por mais informações.

O fabricante japonês realizou o processo de certificação do SpaceJet exclusivamente nos Estados Unidos. Baseou todos os cinco M90 construídos em Moses Lake, onde permanecem armazenados por enquanto. Em dezembro de 2019, ela entrou com um pedido de isenção de certos requisitos de certificação.

“Como não há planos para reiniciar o programa agora, não há chance de adquirir novos dados para o andamento deste pedido de isenção”, disse Ikuta.

Mesmo com o programa M90 parecendo condenado, o fabricante japonês fechou a aquisição da linha de fabricação CRJ da Bombardier Aerospace . Embora originalmente pretendesse focar no suporte de aeronaves existentes, recentemente foi informado um possível reinício da linha para fabricar novas unidades.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias