Mochilas a jato vistas por pilotos em Los Angeles podem não ser de verdade

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Após diversos casos de pilotos reportando avistamentos de pessoas voando com mochilas a jatos em Los Angeles, um especialista afirma que eles não podem ser jetpacks de verdade.

Boeing 767 da Delta pousa em Los Angeles – LAX

Os casos aconteceram em 30 de agosto passado e no dia 14 deste mês, chamando a atenção da mídia local e se espalhando também para a aviação de todo o mundo, por se tratar de algo inusitado e que apresenta um risco sério para a segurança da aviação.

Desde o primeiro caso, quando pilotos de um Airbus A321 da American Airlines e de um Embraer da SkyWest Airlines relataram avistar um “homem com mochila a jato”, a agência de aviação do país (FAA) e o FBI iniciaram uma investigação.

Porém, 45 dias depois, e sem anúncios de qualquer descoberta sobre o caso, o estranho fato aconteceu de novo, desta vez reportado pela tripulação de um Boeing 777 da taiwanesa China Airlines.

Mas, segundo o criador da mais avançada Mochila a Jato existente, ou simplesmente jetpack, na verdade pode ser outra coisa. Para David Mayman, da JetPack Aviation, o perfil de voo da mochila vista pelos pilotos não é compatível com uma verdadeira jetpack.

“A nossa mochila mais avançada (vídeo acima) tem combustível suficiente para voar por até 10 minutos, pouquíssimo tempo para subir, fazer peripécias e pousar em segurança. E com toda certeza os motores turbojatos com 200 libras de empuxo são barulhentos o bastante para atrair a atenção de alguém em solo”, declarou David ao portal AIN Online.

Alguns vídeos chegaram a circular na internet apontando que seria o jetpack no dia do primeiro avistamento, porém, o objeto estava muito longe da câmera, não emitia barulho aparente e não foi possível confirmar que foi gravado em Los Angeles.

Mas estes supostos vídeos corroboram com a teoria de David, que aponta que, na verdade, pode ser apenas um drone disfarçado de jetpack com uma espécie de manequim ou boneco, simulando ser um homem.

No caso, se for realmente um drone, explicaria a falta de filmagens mesmo numa área bastante povoada como a da aproximação de LAX, e também o silêncio a ponto de nenhum vizinho ter notado o barulho alto e estranho que um jetpack teria. Mas ainda representaria uma infração às normas de segurança, colocando em risco a vida das pessoas a bordo das aeronaves.

“Eu não sei o que aconteceu exatamente. Mas certamente é algo que está dando audiência para a indústria de mochilas a jato e para nossa empresa”, conclui David. Enquanto isso, o mistério continua em Los Angeles e sem nenhuma grande pista aparente.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Unindo Portugal e Espanha, Iberojet é a mais nova empresa aérea...

0
Uma nova companhia aérea ibérica irá surgir com a fusão de duas empresas de Portugal e Espanha, que formarão a Iberojet.