Motor de Airbus A319 da Latam precisa ser desligado em voo e avião é desviado

Um Airbus A319 da Latam Brasil passou por problemas técnicos, que forçaram a tripulação a desligar o motor da aeronave durante o voo, fazendo com que o avião fosse desviado.

O caso aconteceu no dia 9 de março, mas teve o relatório preliminar divulgado apenas agora pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) e apresentado pelo portal Aviation Herald.

A aeronave envolvida no incidente foi o Airbus A319 de matrícula PR-MAL e a causa-raiz do problema ainda está sendo investigada.

O que aconteceu?

Pouco menos de 10 minutos após decolar do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, rumo a Curitiba, o computador de bordo acusou baixo nível de óleo, seguido de uma indicação de baixa pressão do óleo no motor de número 2 (o do lado direito).

Seguindo os procedimentos de segurança da aeronave, a tripulação comandou o desligamento do motor, o que requer um pouso imediato no aeroporto mais próximo e adequado.

A melhor escolha para aquele momento do voo era o aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, onde o jato pousou meia hora depois do incidente, sem maiores problemas. Todos os 125 passageiros e 6 tripulantes desembarcaram em segurança.

O desligamento do motor foi comandado pelos pilotos quando o jato estava cruzando o nível de voo FL340 (~11 km de altitude) e no través da cidade de Paraty. Como parte do protocolo de comunicações, foi solicitado para o controle de tráfego aéreo o desvio para Guarulhos devido à pane.

Entramos em contato com a LATAM para uma nota sobre o assunto, veja abaixo o posicionamento da companhia:

A LATAM Airlines Brasil informa que, devido a uma questão técnica na aeronave, o voo  LA3146 (Santos Dumont/Rio de Janeiro – Curitiba) de 9 de março alternou para o aeroporto de Guarulhos/São Paulo, onde pousou às 8h13 em total segurança. Os passageiros foram reacomodados no voo LA4736 e seguiram para Curitiba na mesma data. 
O procedimento padrão foi necessário após a indicação de alteração em um dos motores, sendo esta uma medida preventiva, segura e prevista nos manuais operacionais da empresa e do fabricante. A ocorrência foi notificada às autoridades competentes e segue em investigação.
A companhia esclarece que prestou toda a assistência necessária aos passageiros. Por fim, reitera que a segurança é um valor imprescindível e, sobretudo, todas as suas decisões visam garantir uma operação segura. 

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos

Comentários estão fechados.