Motor de Boeing 737-200 da Venezolana explode após decolagem

Um Boeing 737-200 da empresa Venezolana acabara de decolar de Port of Spain, em Trinidad e Tobago na tarde de ontem (30), quando o motor esquerdo explodiu, sustentando um forte barulho e assustando os 75 passageiros e 5 tripulantes.

O incidente aconteceu durante o voo VNE1303, com destino a Caracas, capital da Venezuela, uma das rotas regulares da companhia. O avião envolvido tem 41 anos de idade e matrícula YV502T.

Foto de Pedro de La Cruz (Flickr / CC)

Ao perceber o problema, a tripulação reportou emergência e realizou o procedimento de retorno ao aeroporto internacional de Piarco, onde aterrissou 15 minutos mais tarde. O pouso ocorreu dentro da normalidade.

As investigações serão iniciadas e conduzidas pelas autoridades da Venezuela e Trinidad e Tobago.

A Venezolana opera voos domésticos e regionais no Caribe com uma frota antiga composta por 4 Boeing 737-200 e 2 MD-82. A média de idade dos aviões é de 34 anos. Um agravante ao incidente é o fato de a empresa ter problemas com acesso a peças de reposição, dada a delicada situação das relações comerciais da Venezuela com o resto do mundo.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.