Mulher que tentou invadir cockpit e fez dois jatos de guerra decolarem será julgada neste mês

Chloe Haines, a passageira de 25 anos que causou uma grande confusão a bordo de um voo da companhia aérea Jet2, foi convocada para julgamento por “comportamento agressivo, abusivo e perigoso”, informou o portal britânico Metro News.

Chloe Haines confusão a bordo avião Jet2
Chloe sendo dominada a bordo da aeronave

A ocorrência se deu em 22 de junho desse ano, em um voo que partiu de Londres com destino a Dalaman, na Turquia, e incluiu a tentativa de abrir as portas do cockpit da aeronave durante o voo. Chloe já havia sido multada em £ 85.000, e agora enfrentará a justiça em 31 de outubro.

A situação levou o comandante a retornar a Londres, e o voo de volta ao aeroporto londrino de Stansted foi escoltado por dois jatos de guerra Eurofighter Typhoon, enquanto ela era contida pela tripulação de cabine e passageiros. Testemunhas em terra disseram que os dois aviões de caça Typhoon causaram um boom sônico (estrondo no momento que uma aeronave rompe a barreira do som) quando voaram em alta velocidade para encontrar o avião e escoltá-lo.

Avião Caça Eurofighter
Jato Eurofighter Typhoon

Passageiros comentaram que foram ouvidos fortes barulhos de batidas abafadas a bordo, e depois se deram conta de que era Chloe socando a porta do cockpit.

Um segurança que a derrubou no chão disse que ela chutou, deu um soco e gritou com os comissários de bordo. Ele disse: “Ela era pequena, mas tinha a força de um homem adulto. A única vez que vi algo assim foi quando uma pessoa se drogou com ácido, ela teve uma super força.”

Chloe Haines confusão a bordo avião Jet2

Amy Varol, que estava sentada atrás de Chloe, descreveu a sequência da ação: “Então um homem se sentou nela e uma pessoa estava segurando uma perna dela e outra pessoa segurando a outra. Foi quando ela começou a gritar ‘saia de cima de mim, eu vou matar todo mundo’.”

Chloe foi presa pela polícia ao desembarcar, sob acusação de agressão, danos criminais e colocar em risco uma aeronave. A Jet2 disse em comunicado que recebeu a multa de 85.000 libras, e aplicou uma proibição vitalícia de voos na companhia aérea.

Chloe Haines confusão a bordo avião Jet2
Chloe Haines sendo presa após o pouso da aeronave

Steve Heapy, executivo-chefe da Jet2, disse: “O comportamento de ‘Miss Haines’ foi um dos casos mais graves de comportamento perturbador de passageiro que experimentamos. Agora ela deve enfrentar as consequências de suas ações. Como uma companhia aérea familiar, adotamos uma abordagem de tolerância absolutamente zero ao comportamento perturbador, e esperamos que esse incidente preocupante, com suas consequências muito graves, forneça um aviso severo a outras pessoas que pensam que podem se comportar dessa maneira”.

No último mês de agosto, algo semelhante ocorreu no Brasil em um voo da Azul, quando um passageiro foi retirado à força:

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.