Mundo terá uma nova companhia aérea voando com aviões Embraer: a Pionair

Foto Pionair

A Embraer terá uma nova operadora de suas aeronaves na Austrália, depois de a empresa aérea Pionair anunciar a aquisição de seu primeiro E190-E1. É verdade que trata-se de uma aeronave adquirida de segunda mão, mas isso não diminui a importância de ver a aeronave brasileira ingressando em novos mercados.

O jato em questão tem 9,5 anos de idade e anteriormente foi propriedade da GOAL e alugado pela Helvetic Airways. A aeronave foi retirada de operação pela regional suíça em 21 de março de 2020, em meio à pandemia e ao recebimento de aviões novos, da série E2, desde então, está armazenada.

Apesar de ser o primeiro jato com as cores da própria Pionair, esse não é o primeiro da “frota oficial” do grupo. Isso porque a companhia aérea australiana já tem a posse de outro Embraer, da série E2, mas que opera para a Air Kiribati. Esse E2 foi entregue em março de 2020, mas ainda não foi implantado na rede de voos devido às restrições de fronteira que afetam o tráfego de e para Kiribati. 

Especialista em voos de fretamento, a Pionair tem uma frota de cinco cargueiros BAe 146, três dos quais operam para a Qantas. Além deles, há mais quatro aviões do mesmo modelo, mas na operação de passageiros. Não há confirmação de que outros E190 serão adquiridos, mas esse já está disponível para voos fretados a partir de 2021, partindo de Brisbane.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias