No Aeroporto de Pequim, passageiros já embarcam sem contato com funcionários

Sistema funciona por reconhecimento facial integrado – Foto: Divulgação

O Aeroporto Internacional de Pequim é o primeiro grande terminal aéreo do mundo a instalar uma estrutura de atendimento completa que dispensa todo contato pessoal durante o ciclo de embarque e desembarque dos viajantes. A multinacional de tecnologia da informação SITA divulgou a inauguração, em agosto, de uma rede de sistemas a base de reconhecimento facial e outras tecnologias que tornam desnecessária qualquer interação direta entre passageiros e funcionários do aeroporto e das companhias aéreas.

Tá na cara

Denominada SITA Smart Path, a nova facilidade moderniza toda a experiência do passageiro, desde o check-in até a entrada da aeronave. Os passageiros precisam fazer o check-in eletrônico e, em seguida, prosseguir pelo aeroporto por reconhecimento facial. Segundo informe divulgado à imprensa pela empresa, a partir do cadastro inicial, o rosto do passageiro passaria a funcionar como cartão de embarque. O despacho e a restituição de bagagem, a conferência de passaporte e a checagem de segurança também passa a ser informatizada.

O processo elimina a necessidade de tocar em qualquer equipamento do aeroporto e o contato direto com qualquer pessoa durante toda a jornada do passageiro, práticas essenciais para prevenção do novo coronavírus.

O SITA Smart Path acelerou o tempo de processamento de passageiros no embarque. Segundo a fabricante, a novidade permite que um A380 possa ser embarcado com 400 passageiros em menos de 20 minutos.  

Compras no Duty Free

A nova tecnologia beneficia não apenas os procedimentos operacionais de embarque, mas também os de compras dentro do aeroporto. O recurso permite o pagamento Duty-Free seja feito sem interação pessoal e até sem uso das mãos, já que dispensa a apresentação do cartão de crédito e do dinheiro-vivo para pagamentos. Com isso, o processo de compras e pagamentos fica muito mais rápido e eficiente.

O sistema é formado por 600 pontos de verificação biométrica em todo aeroporto, incluindo 250 portões automáticos, 80 quiosques eletrônicos de verificação de passaporte e 30 estações de entrega de bagagem que irão processar passageiros de voos internacionais. Passageiros com necessidades especiais ou que precisarem de ajuda com a nova tecnologia continuarão sendo ajudados pelos profissionais do aeroporto.

O PEK é o maior aeroporto da China e o mais movimentado da Ásia, com um volume de passageiros superior a 100 milhões entre 2018 e 2020. Em 2019, foi o segundo aeroporto mais movimentado do mundo. Até o momento, atende 31 companhias aéreas nacionais e 62 estrangeiras, com 133 rotas internacionais e 161 rotas domésticas.

Confira o vídeo de divulgação do sistema:

Fabio Farias
Jornalista e curioso por natureza. Passou um terço da vida entre aeroportos e aviões. Segue a aviação e é seguido por ela.

Veja outras histórias

Avião Embraer ERJ-145 CommutAir United Express

Jatos Embraer ERJ-145 da CommutAir ganham uma renovação total em seu...

0
A empresa aérea regional americana CommutAir anunciou na segunda-feira (6) o lançamento de um esforço para atualizar e substituir