No dia de hoje, mas a 50 anos atrás, o Boeing 747 fazia seu primeiro voo comercial

Há exatamente 50 anos, no dia 12 de janeiro de 1970, o Boeing 747-100 fazia seu primeiro voo comercial, nas cores da Pan American World Air. A travessia transatlântica de Nova Iorque para Londres levou 361 passageiros e uma tripulação de 19, numa jornada de seis horas e meia.

747

As autoridades de Heathrow haviam ensaiado para o desembarque. Os passageiros, a maior parte empregados da companhia aérea, desembarcaram 13 minutos após o avião ter estacionado. Dentro de uma hora eles haviam liberado a imigração e estavam fora do terminal.

As autoridades aeroportuárias não puderam testar sua capacidade de manejar bagagem do jato gigante porque os pertences dos que estavam a bordo foi analisada em outro ambiente pela alfândega e entregue aos passageiros em seus hotéis, e não no terminal.

Mais quieto do que o 707

Em uma reportagem da época, o The New York Times dizia que o que agradou muitas pessoas foi o relatório de especialistas em ruído, demonstrando que o jumbo parecia mais silencioso do que uma aeronave menor, um Boeing 707 que pousara 20 minutos antes. Geoffrey Holmes, presidente da Federação das Nações Unidas para a Aeronáutica, fez a verificação enquanto o avião sobrevoava um campo a oeste do aeroporto de Londres.

“A 300 pés diretamente acima de nós, a medida para o jumbo era de 107 decibéis de ruído percebidos”, disse Holmes, que trabalha com várias organizações preocupadas com o ruído das aeronaves. Ele acrescentou: “O Boeing 707, que passou exatamente da mesma maneira, mediu 110”.

Os números foram tranquilizadores, disse ele, e mostraram uma tendência na direção certa. O enorme jato, disse ele, ainda seria um incômodo pelo barulho, mas “não tanto quanto se temia”.

Voo de Frankfurt cancelado

Nem tudo foi flores naquele dia. Um dia antes da decolagem do Aeroporto JF Kennedy, técnicos da manutenção da Pan Am encontraram problema com o motor da aeronave e precisaram realizar uma ajuste emergencial para que ela estivesse preparada para o grande dia.

Além dos problemas de Kennedy, o 747 também encontrou pequenas dificuldades em Londres. Um pequeno voo de demonstração para jornalistas atrasou duas horas e meia por causa da baixa pressão de combustível em um motor. Além disso, o voo planejado do avião para Frankfurt, na mesma noite, foi cancelado por causa do nevoeiro sobre a Alemanha.

O NYT ainda reportou assim: “o aeroporto de Heathrow agora está construindo um anexo especial para acomodar os jatos jumbo. A construção será concluída ainda este ano (1970). Uma passarela elétrica levará passageiros até a estação aduaneira”.

Bom relembrar esses momentos e ver como tudo avançou.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.