No valor de $1,6 bi, Boeing manterá suporte a plataformas nucleares dos EUA até 2039

Boeing COmpany Prédio Administrativo
Imagem: Boeing

A Boeing anuncia que continuará mantendo o sistema de orientação do míssil balístico intercontinental Minuteman III (ICBM) para a Força Aérea dos Estados Unidos sob um contrato de fonte exclusiva de US$ 1,6 bilhão recentemente concedido por 18 anos.

A Boeing, que detém o escopo com exclusividade desde 1996, executará principalmente os trabalhos no Boeing Guidance Repair Center em Heath, Ohio – o centro de excelência da empresa para manutenção, reparo e revisão de sistemas de navegação e orientação.

Os recursos de estabilidade e calibração inercial do local permitem que a Boeing mantenha a prontidão e a precisão dos sistemas de orientação e navegação para as plataformas nucleares dos EUA com qualidade e precisão de alto nível.

“Como fabricante do equipamento original do sistema de orientação ICBM, este contrato garante a confiabilidade, segurança e precisão contínuas da dissuasão estratégica baseada em terra do nosso país”, disse Mike Murasky, líder do site do Boeing Guidance Repair Center. “Agradecemos a confiança que a Força Aérea demonstrou em nossa capacidade de continuar a fornecer-lhes suporte da mais alta qualidade.”  

O sistema de armas ICBM construído pela Boeing tem servido como o pilar terrestre confiável e duradouro da tríade nuclear dos Estados Unidos desde o início da dissuasão estratégica. A Boeing também é a principal contratada para a sustentação dos subsistemas de orientação Minuteman, e é a única empresa que oferece suporte contínuo a todos os subsistemas ICBM – solo, orientação, propulsão e reentrada – durante a vida útil do sistema de armas.

Como uma empresa aeroespacial líder global, a Boeing desenvolve, fabrica e faz manutenção de aviões comerciais, produtos de defesa e sistemas espaciais para clientes em mais de 150 países.

Informações da Boeing

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Está aprovada a vinda ao Brasil do primeiro Airbus A319 da...

0
Mais uma aeronave deve chegar em pouco tempo ao Brasil para a Itapemirim, dessa vez, de um modelo diferente dos demais aviões já trazidos.