Nova companhia aérea de Neeleman já tem data para receber o primeiro A220

Em janeiro de 2019, a nova companhia aérea de David Neeleman, a Moxy Airways, firmou um pedido de 60 unidades do Airbus A220-300, e agora o início das entregas já está definido.

David Neeleman
© Bloomberg

A Moxy é a mais recente empreitada de David Neeleman. Anteriormente, já fundou ou trabalhou com diversas companhias, entre elas as mais recentes JetBlue, Azul, TAP Portugal e Aigle Azur. Em cada caso, Neeleman viu uma necessidade no mercado e lançou uma nova companhia ou investiu em alguma com grande potencial. Com toda essa experiência, é de se esperar que a Moxy seja bem-sucedida.

A nova empresa foi pensada para preencher uma lacuna no mercado. Em vez do sistema tradicional de hub-and-spoke (aeroportos centrais alimentados por secundários), a Moxy voará rotas ponto-a-ponto.

A maioria dessas conexões será para aeroportos de tamanho médio nas principais áreas metropolitanas. Na maioria dos casos, muitos aeroportos mencionados como destinos potenciais da Moxy são mal atendidos pelas atuais operadoras dos Estados Unidos.

As quatro gigantescas norte-americanas, American, Delta, United e Southwest, representam mais de 80% do mercado interno dos EUA. No caso das três principais operadoras tradicionais (American, Delta e United), elas mantêm hubs consideráveis ​. Enquanto isso, a Southwest opera um sistema mais ponto-a-ponto, porém não possui grandes conexões de longa distância e parceiros internacionais.

Avião Airbus A220-300
Airbus A220-300 – Imagem: Airbus

A Moxy tem como objetivo atender as cidades de porte médio com conexões em toda parte, podendo operar voos transatlânticos sem escalas entre cidades secundárias e pontos importantes da Europa. E o A220 pode voar para a Europa Ocidental a partir de vários pontos importantes ao longo da costa leste.

Neeleman também já revelou que o Brasil deve ser um dos destinos dos A220 da nova companhia.

Os primeiros A220 da encomenda, feita junto à GECAS, entrarão em serviço em abril de 2021. Isso significa que faltam menos de dois anos para a Moxy começar a voar e mostrar se Neeleman deu mais um tiro certeiro na aviação.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduado em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Já pensou em comer comida boa num avião? Nesse Café-A330 isso...

0
Essa é a ideia por trás de uma das lojas da franquia "Coffee War", um café tailandês que atende clientes em estabelecimentos com temática aeronáutica