Veja como ficou a nova pintura milionária do Airbus A330 do Governo Britânico

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A330 Britânico

O jato Airbus A330-200, nomeado de KC-30 Voyager na Real Força Aérea Britânica (Royal Air Force – RAF), saiu do hangar de pintura na manhã desta quinta-feira (25) em um belo e caro design. O avião foi fotografado em Cambridge por Thomas Saunders, da Airways Magazine.

A pintura tem o título United Kindgom (Reino Unido) em dourado, além de uma bela bandeira britânica na cauda, que se estende pela fuselagem com uma faixa azul curva.

A repintura custou cerca de £900.000 libras, ou US$ 1,1 milhão, segundo o governo britânico. Este gasto se soma com o de £10 milhões de libras da conversão interna da aeronave, que inclui 158 novos assentos e um sistema de “comunicações seguras” para o primeiro-ministro.

O Governo declarou que a medida pouparia cerca de £775 mil libras anuais com despesas de fretamento de aeronaves pelos próximos 20 anos, no mínimo. Até hoje, o Primeiro-Ministro e a alta realeza britânica não possuem aviões grandes dedicados ao seu serviço.

Apenas a Rainha conta com uma pequena frota dedicada, composta por um jumbolino BAe-146 e um par de jatinhos Hawker Siddeley HS-125, todos com alcance limitado e destinados a deslocamentos domésticos, além de voos intra-europeus.

Em maiores deslocamentos a sua alteza e altos membros do governo utilizavam aviões da RAF, como o próprio Voyager, sem configuração especial. Isto nunca pareceu incomodar a cúpula britânica, sendo que apenas David Cameron propôs um avião dedicado, que é o A330 de hoje.

O trabalho de pintura nas cores da Union Jack, como é conhecida a bandeira do Reino Unido, representa “um valor bem gasto”, declarou o governo, mas os políticos da oposição discordam, afirmando que o dinheiro deveria ter sido gasto para ajudar as vítimas do novo coronavírus no país, reporta a BBC.

Louise Haigh, do Partido Trabalhista, declarou ao The Guardian: “Quando as famílias em todo o país estão preocupadas com seu trabalho, saúde e educação de seus filhos, elas questionam as prioridades do governo quando este gasta quase 1 milhão de libras redecorando um avião”.

O secretário de Cultura do Governo, Oliver Dowden, disse em entrevista coletiva que a despesa é parte de um esforço para promover a Grã-Bretanha em todo o mundo.

Por outro lado, a aeronave não perdeu sua capacidade de reabastecimento em voo e transporte tático, portanto poderia continuar em uso na força aérea. Mas existe uma resistência por parte da RAF, já que um A330 branco se destaca numa força aérea que tem todos os seus aviões com camuflagens cinzas.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Homem Laser Helicóptero Polícia Flórida

Homem detido após apontar laser para aeronave da polícia; ação foi...

0
O homem de 48 anos foi preso ao usar um apontador para atrapalhar e colocar em risco uma operação de aeronave.