Novos vídeos mostram Boeing 737 sendo derrubado no Irã; Canadá confirma abate

Ao longo dessa quinta-feira (09), novos vídeos surgiram nas redes sociais apontando para o abatimento do Boeing 737 no Irã.

À esquerda, imagem do 737 sendo atingido, e, à direita, o campo de visão da filmagem

Como relatamos anteriormente em primeira mão aqui, destroços do míssil do sistema antiaéreo Tor M-1 teriam sido encontrados próximo ao local da queda aeronave.

Além disso, fotos de partes do avião teriam buracos compatíveis com o modo que o míssil antiaéreo age, explodindo por proximidade.

Estas fotos também lembram o tipo de dano que foi encontrado na fuselagem do Boeing 777 da Malaysian Airlines derrubado na Ucrânia por separatistas pró-Rússia.

O míssil que abateu o avião da Malaysian é o Buk M1, também de fabricação russa assim como o Tor supostamente utilizado no Irã. Ambos são feitos pela fabricante Almaz-Antey.

Novos vídeos

Alguns novos vídeos passaram a circular na internet hoje, mostrando mais ângulos dos momentos do incidente fatal com o Boeing 737.

Em um deles, uma câmera a bordo de um veículo filmou a aeronave descendo em chamas e a explosão do impacto, de forma semelhante ao vídeo de ontem, porém pelo lado oposto:

Em outro, a gravação mostra o que parece ser o míssil anti-aéreo subindo ao encontro do 737 até atingi-lo. Este vídeo ainda gera alguma dúvida, pois a filmagem foi interrompida antes que fosse possível ver a aeronave se incendiando durante a queda, conforme visto nos outros vídeos.

Mas, o campo de visão das imagens é condizente com a posição estimada do incidente, conforme indicado na foto do início desta matéria. Veja a gravação:

Por fim, uma câmera em solo capturou de forma indireta o violento impacto do avião contra o solo, que espalhou destroços por uma grande área:

Canadenses a bordo

Com grande número de canadenses a bordo do 737 da Ukraine International Airlines, o Canadá também tem se dedicado a investigar o caso, ao ponto do Primeiro Ministro Justin Trudeau ter confirmado que a aeronave foi abatida, citando fontes da inteligência do país.

No total, 63 canadenses estavam a bordo do voo que, segundo Trudeau, pode ter sido abatido de forma não intencional: “Temos reunido informações de inteligência de aliados e nossas, e as evidências indicam que o avião foi derrubado por um míssil terra-ar iraniano”, afirmou o premiê.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

LATAM cria tecnologia nacional própria para limpeza de aeronaves com luz...

0
Protótipo projetado no Centro de Manutenção da LATAM em São Carlos foi testado pela IFSC/USP e deve entrar em operação ainda em outubro.