Início Aeroportos O temido aeroporto de Toncontín está próximo de dar lugar a outro...

O temido aeroporto de Toncontín está próximo de dar lugar a outro muito mais seguro

Foto de enrique galeano morales, CC BY 2.0, via Wikimedia

Honduras inaugurou na sexta-feira (16) o aeroporto internacional de Palmerola, que vai passar a receber a maior parte do tráfego aéreo do temido aeroporto de Toncontin, em Tegucigalpa, um dos mais perigosos do mundo. Ao longo dos próximos dias, as empresas aéreas e de suporte trabalharão em sua mudança para o novo aeroporto. O primeiro voo é esperado para daqui a um mês.

O aeroporto de Palmerola, que compartilha espaço com uma base americana, está localizado no vale do Comayagua, 75 km ao norte de Tegucigalpa. Hoje chegam à capital hondurenha cerca de 800 mil passageiros por ano, sendo que a maioria desse contingente passará a usar o novo terminal. Desta forma, no futuro próximo, Toncontín, passará a operar apenas voos domésticos com aeronaves de pequeno porte.

O aeroporto atual é considerado perigoso, pois está localizado em uma pequena planície cercada por altas montanhas, e os os pilotos têm que contornar encostas, às vezes cobertas de névoa, depois descer abruptamente para pousar numa pista de apenas 1.900 metros.

Com passageiros temerosos, os pilotos têm que calcular com precisão o contato do trem de pouso no asfalto e frear imediatamente para não cair de um penhasco e uma estrada movimentada de veículos no outro extremo da pista.

Todos esses desafios, no entanto, não devem acontecer no Palmerola, que tem uma pista de 2.800 m, sete pontes de embarque e um terminal de 39.000 m2. Sua operação ficará a cargo de uma empresa hondurenha, junto com um consórcio alemão, em uma concessão de 30 anos.

Os Estados Unidos construíram a base de Palmerola em 1985, durante a Guerra Fria, sob sua estratégia de combate aos movimentos guerrilheiros da América Central. Pelo menos 500 soldados americanos permanecem para tarefas conjuntas com seus homólogos hondurenhos.

Sair da versão mobile