Início Empresas Aéreas O triste comunicado da Latam pelo encerramento de suas operações na Argentina

O triste comunicado da Latam pelo encerramento de suas operações na Argentina

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

O comunicado divulgado pela LATAM Argentina e replicado por nossos parceiros do Aviacionline no domingo, 7 de fevereiro, conta uma história. Ela que inclui uma pandemia que inevitavelmente a atingiu, as dificuldades em chegar a acordos e o encerramento do programa de demissão voluntária.

Esta é a declaração na íntegra:

A LAN ARGENTINA SA informa que, como parte natural do processo que se seguiu ao anúncio da cessação de atividades em 17 de junho de 2020, a empresa encerrou o programa de aposentadoria voluntária oferecido a seus empregados.

O impacto que a pandemia COVID-19 teve sobre a subsidiária argentina e a dificuldade de gerar os acordos necessários para enfrentar a situação atual configuraram um cenário extremamente complexo, onde não foi possível visualizar um projeto viável e sustentável ao longo do tempo. A LAN ARGENTINA SA deixará de voar de e para 12 destinos domésticos após 15 anos de operação ininterrupta. No entanto, os quatro destinos internacionais que a LAN ARGENTINA SA atendeu em conjunto com outras subsidiárias nos Estados Unidos, Brasil, Chile e Peru continuam a ser operados pelas demais subsidiárias do grupo.

Desde o anúncio da rescisão, a empresa colocou à disposição de seus empregados um programa de aposentadoria voluntária, por meio do qual mais de 1.500 acordos individuais foram firmados e os vínculos com todos os sindicatos envolvidos foram encerrados de comum acordo. Paralelamente, no âmbito do processo, a empresa concluiu a devolução dos diferentes espaços, tanto nos escritórios comerciais como nos aeroportos de todo o país, e comprometeu-se a encerrar as relações com diversos fornecedores.

Cumprindo os compromissos assumidos com os seus clientes, a empresa continua a gerir a devolução das passagens nacionais, enquanto os voos internacionais passam a ser efetuados pelas restantes subsidiárias do grupo.

A LAN Argentina SA está ciente do impacto deste doloroso mas inevitável processo e reconhece o esforço e o empenho de todos os seus colaboradores ao longo destes anos.

As perdas da divisão argentina não eram uma novidade, já que havia anos que a subsidiária vinha tendo prejuízo e cancelara uma série de rotas tanto domésticas quanto internacionais. No caso das últimas, muitos voos foram centralizados nos hubs de São Paulo, Lima e Santiago. No total, trabalhavam na empresa 1.800 pessoas.