Ônibus de tripulantes de voo é impedido de chegar em hotel por pessoal demitido do local

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Tentando impedir a passagem de um ônibus que transportava tripulantes de voo que chegavam de uma jornada de trabalho, manifestantes alegam que o veículo passou por cima do pé de um deles.

Imagem: Unite Here Local 40 #BCUnequalWomen

Na última quinta-feira, dia 13 de maio, um grupo de pessoas recém-demitidas de um hotel de Vancouver, no Canadá, cercou um ônibus com tripulantes de voo que chegavam ao local, impedindo a entrada do veículo. Os aeronautas já encontravam protestos pacíficos na saída do aeroporto, mas se surpreenderam na chegada ao hotel.

O tumulto começou quando o sindicato, que representa colaboradores que trabalham em hotéis, serviços de alimentação e aeroportos, juntamente com os ex-colaboradores, quis se manifestar sobre os desligamentos.

Conforme relata o Paddle Your Own Kanoo, o sindicato acusa a companhia aérea alemã de continuar colocando a tripulação no hotel Hilton Metrotown, em Vancouver, que, segundo informações, é acusado de bloquear os funcionários após uma demissão de 94 colaboradores, devido à pandemia, e ainda pedir uma isenção de pagamento das indenizações maiores requeridas conforme as regras de rescisão do grupo.

A Lufthansa ainda continua usando o hotel para hospedar sua tripulação, apesar de outras companhias aérea não estarem usando as dependências do local até que tudo se resolva. 

O protesto na frente do hotel surpreendeu os pilotos e comissários que haviam acabado de chegar de um longo voo. O motim estava segurando cartazes com dizeres “bloqueado”, tentando impedir a chegada do ônibus com os tripulantes.

Em certo momento, ao formarem a barreira humana em frente ao veículo, um dos manifestares, segundo o sindicato, acabou tendo seu pé ferido, alegando que o ônibus teria passado por cima.

Abaixo, o vídeo que foi publicado pelo sindicado, com a acusação sobre o momento do ferimento.

“Foi assustador testemunhar e poderia ter sido muito pior. Estou chocado sobre como os hóspedes do hotel foram literalmente empurrados contra os trabalhadores e seus aliados protestando legitimamente contra as ações prejudiciais do Hilton.”, disse um dos demitidos do hotel.

Segundo o sindicato, o manifestante sofreu uma lesão no pé e está em recuperação, sem maiores riscos. Apesar do incidente, os protestos contra os tripulantes da Lufhtansa continuaram em frente ao hotel.

Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias

Embraer manda mais E-Jets novos em folha aos seus donos na...

0
Nos últimos dias, a Embraer despachou aos seus novos donos na Europa e na América do Norte mais quatro aeronaves novas.