A desafiadora operação do Fokker da Avianca em Passo Fundo

Muitos aeroportos no Brasil são desafiadores, mas alguns vão mais além, como Passo Fundo no interior gaúcho que era atendido pelo Fokker 100 (Mk 28) da Avianca Brasil.




Avião Fokker 100 Mk 28 Avianca

A cidade possui mais de 200 mil habitantes e um pequeno aeroporto com uma pista de 1700 metros de comprimento por 30 metros de largura. Na época em que a Avianca operava no aeroporto, entretanto, a largura da pista era de apenas 23 metros, a menor de todos os locais que a companhia operava.

A princípio o comprimento não chama tanta atenção dado o fato de que o Aeroporto do Santos Dumont no Rio de Janeiro possui uma pista menor. Porém este é no nível do mar, com ar mais denso que ajuda na performance da aeronave. Já Passo Fundo fica a uma altitude de 2.375 pés (724m) acima do nível do mar, com um ar menos denso.

Mas o principal fator ainda era outro. O vento que, devido ao terreno da região, chegava a 21 nós (38km/h), muito acima da média em aeroportos pelo país que muito raramente passam dos 10 nós em dias de tempo firme. Por causa disso a Avianca emitiu um documento para os seus pilotos, abrangendo as operações neste aeroporto.

O documento chamado de Safety Notice (Notificação de Segurança) destaca que é proibido o pouso sob chuva ou pista molhada, que apenas o comandante pode realizar o pouso e a decolagem, além do fato de que a componente máxima de vento não alinhado do Fokker é de 15 nós (acima disto é inseguro para decolar/pousar se o vento não for de proa que é o alinhado com o nariz do avião).

Em 2015 a Avianca Brasil aposentou o Fokker 100 e colocou o Airbus A318 na rota que durou até 2017, sendo encerrada pela retirada gradual do A318 da frota da companhia. Atualmente a Azul opera para a cidade gaúcha com o Embraer E190.

Abaixo o vídeo que mostra o pouso desafiador. A filmagem faz parte do vídeo da JustPlanes com a Avianca Brasil, com quase 5 horas de duração e filmado em 2013, porém relançado na última semana em Full HD (1080p).

O filme não abrange apenas a operação do Fokker 100, mas também do Airbus A319 na Ponte Aérea, além de voos para Brasília e Recife. É uma ótima oportunidade para conferir o dia a dia, e como a empresa tem evoluído ao longo dos anos, clique aqui para adquiri-lo.

Avianca Brasil celebra seu 15º aniversário; veja sua trajetória

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos