Início Empresas Aéreas Ex-operadora de jatos Embraer, ExpressJet faz publicação enigmática em seu site

Ex-operadora de jatos Embraer, ExpressJet faz publicação enigmática em seu site

Foto de Lord of the Wings©, CC BY-SA 2.0 via Wikimedia

Em uma atualização enigmática postada em seu site, a ExpressJet disse que está planejando voar em “2021 e além” como uma transportadora independente, atendendo mercados de segundo e terceiro níveis que perderam conectividade devido aos cortes das grandes empresas aéreas em razão da COVID.

O site diz: “Os planos da ExpressJet para 2021 e além são fornecer voos ponto a ponto eficientes, confiáveis ​​e de alta qualidade para cidades de pequeno e médio porte que perderam o serviço nos últimos anos como resultado da consolidação do setor de aviação dos EUA e impulsionado pelo COVID-19 reduções de rota”.

A companhia aérea suspendeu todas as operações em 30 de setembro de 2020, após a United Airlines decidir finalizar o contrato com a ExpressJet e centralizar toda a operação de jatos Embraer ERJ-145 na CommutAir. O contrato com a United era o único que a ExpressJet tinha. Tendo perdido-o, e devido à falta de apoio federal, a transportadora decidiu fechar.

A ExpressJet Airlines foi fundada como Continental Express em 1987 e posteriormente se fundiu com a ASA – Atlantic Southeast Airlines em 2011. Em seu auge em 2013, a companhia aérea operou cerca de 430 jatos regionais. No início de 2020, ela tinha 127 aeronaves. Em 30 de setembro de 2020, seu último dia de operações, a ExpressJet Airlines operava apenas trinta ERJ-145.

No início de 2020, antes de a pandemia atingir, a United decidiu aumentar seu acordo com a ExpressJet Airlines às custas da Trans States Airlines, que perdeu seu contrato e posteriormente fechou em abril.

Sair da versão mobile