Opiniões divididas após piloto receber pela janela o celular esquecido por um viajante

Cenas do vídeo que você vê abaixo nesta matéria

Uma situação bastante fora do comum foi registrada em vídeo na última semana, quando o celular de um passageiro foi recebido pelo piloto pela janela da aeronave no momento em que já era iniciada a saída para o voo.

A ação gerou opiniões controversas nos comentários do vídeo, com algumas pessoas elogiando e outras fazendo críticas à atitude dos funcionários de solo e dos pilotos envolvidos.

Tudo ocorreu na segunda-feira da semana passada, dia 31 de maio, quando o Boeing 737-800 registrado sob a matrícula N8665D começava a ser empurrado para trás (o procedimento chamado de “pushback”) para iniciar o voo de número SWA-1869 da Southwest Airlines, que voaria de Long Beach para Sacramento, ambas cidades dos Estados Unidos.

Alguns minutos antes, no entanto, funcionários do aeroporto notaram que um passageiro do voo havia deixado para trás seu celular na sala de embarque.

Com o embarque já encerrado e o voo saindo da posição de estacionamento, o pushback foi paralisado e uma rápida mobilização de pessoal de solo levou o telefone até o pátio para a entrega.

O 737 parado no início do pushback até a entrega do celular – Imagem: FlightRadar24

Um dos pilotos do Boeing 737 abriu sua janela do cockpit e se esticou ao máximo que era capaz e, após um dos funcionários do pátio não conseguir pular alto o suficiente para colocar o celular na mão dele, o outro funcionário pegou o aparelho e teve sucesso na entrega.

Veja a seguir o vídeo do momento da entrega (caso o vídeo não carregue em seu dispositivo, clique aqui para acessar diretamente no Twitter).

Para algumas pessoas que assistiram ao vídeo, a atitude dos envolvidos é digna de elogios, por terem se preocupado com o passageiro. Para outras, no entanto, o viajante deveria ter tomado mais cuidado e não foi correta a opção de o voo ter sido atrasado por conta do esquecimento do celular. Com quem você concorda?

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias