Os dois novos Air Force One podem ficar US$ 500 milhões mais caros

Além de atrasado, o projeto dos dois Boeing 747-8I deverá custar um valor extra aos contribuintes dos Estados Unidos. Segundo aponta uma matéria da FOX Business, a Boeing já confirmou que deve entrar as aeronaves apenas no segundo semestre de 2025, um ano além do cronograma.

A fabricante também está buscando mais dinheiro, que podem chegar a US$ 500 milhões adicionais, para o avanço do projeto, por causa de um aumento nos custos de produção relacionados à pandemia e à falência do fornecedor GDC Technics LLC.

Um porta-voz da Força Aérea disse que a Boeing não solicitou formalmente o financiamento adicional, mas a USAF confirmou à Fox que a fabricante pretende enviar tal pedido. O projeto em si já é bilionário, da ordem de quase US$ 4 bilhões para adaptar dois Boeing 747-8 às necessidades do chefe de estado americano.

Funcionários do Pentágono estão avaliando a proposta da Boeing e devem atualizar o cronograma de entrega dos jatos 747-8.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias