Ouça outro piloto da Azul informando do impacto de sua aeronave com pássaro

Avião Embraer E195 Azul Linhas Aéreas
Embraer 195 da Azul, igual ao envolvido no impacto com pássaro

A todos aqueles que gostam de aviação e, principalmente, que gostam de acompanhar as comunicações entre os pilotos das aeronaves e os controladores de tráfego aéreo, trazemos hoje mais uma interessante situação de reporte de impacto com pássaro durante operação de pouso/decolagem, conforme o áudio abaixo nesta matéria.

Como tínhamos visto durante a semana, um caso deste tipo de ocorrência já havia sido registrado no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), na terça-feira, 29 de junho, durante a decolagem do Embraer 195-E2 de matrícula PS-AEA, um dos aviões da Azul Linhas Aéreas que leva a pintura rosa em sua fuselagem.

Agora, o novo incidente aconteceu na sexta-feira, 2 de julho, também em Viracopos e com um avião da Azul. Dessa vez, porém, foi registrado durante o pouso.

O avião de matrícula PR-AXC aproximando-se de Viracopos – Imagem: FlightRadar24

A aeronave envolvida foi o Embraer 195 de matrícula PR-AXC, quando chegando de Belo Horizonte / Confins (MG) no voo “Azul quatro zero quatro quatro” (Azul4044), às 09:47 do horário local.

Como você ouviu no vídeo acima, publicado por Eduardo Cavallini em seu canal no YouTube, a gravação começa com a piloto da Azul iniciando seu contato com o controlador de tráfego aéreo da Torre Campinas.

Após mais algumas comunicações registradas na gravação, chega-se à mensagem do controlador confirmando que o pouso do Azul4044 ocorreu às 09:47 (“solo aos quatro sete”) e dando as orientações para a continuidade do movimento da aeronave pelo solo de Viracopos.

Agora quem responde ao controlador é o piloto que fazia dupla com a piloto no cockpit do PR-AXC. Ele, após confirmar as instruções do controlador, avisa sobre o incidente de “bird strike”, como é chamado em inglês o impacto com aves.

A partir dos 0:49 do tempo do vídeo, ele descreve: “Torre, o quatro zero quatro quatro informa bird strike logo no cruzamento da cabeceira”, ao que o controlador responde: “Ok, logo no cruzamento, ok. Se tiver, depois, mais detalhes, da hora que calçar [a aeronave no pátio] e o mecânico verificar, passa para a gente ou pede para o fiscal de pátio [passar], ok? Vamos já fazer uma vistoria [na pista]. Muito grato!”

O piloto finaliza informando que foi apenas um pássaro de pequeno porte que bateu no vidro, mas que passará informações adicionais conforme solicitado.

Caso você não tenha acompanhado ou quira rever a ocorrência anterior com o Embraer E2 rosa na decolagem, pode acessar clicando aqui ou no título logo abaixo.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias