Ouça o que disseram Jason e as Vitoriosas da Azul no ‘voo rosa’ do Embraer E2

Azul Linhas Aéreas
Jason Ward acompanhado de Gabriela, Cléo e uma das comissárias de bordo

Como você pôde acompanhar hoje mais cedo aqui no AEROIN, embarcamos no voo especial da Azul Linhas Aéreas que abriu as ações de conscientização contra o câncer de mama neste mês conhecido como Outubro Rosa.

A aeronave utilizada para nos levar até Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, o Embraer E195-E2 de matrícula PS-AEA, não poderia ser de outra cor a não ser a rosa, em alusão à linda campanha que a Azul realiza há 11 anos. E a bordo, os convidados da Azul para a ação especial discursaram aos passageiros.

No vídeo abaixo, você vê o embarque no Aeroporto Internacional de Viracopos e ouve o que disseram o vice-presidente de Pessoas e Clientes da Azul, Jason Ward, a Gerente do Hospital de Amor, Gabriela, e a vitoriosa Cleo, uma colaboradora da Azul que enfrentou e venceu o câncer de mama. Também mostramos um pequeno trecho de nossa visita à unidade do Hospital de Amor em Campo Grande, que teve como intuito conhecer a estrutura do local e um pouco dos projetos desenvolvidos para a comunidade.

Ainda nesta matéria, abaixo do vídeo, você acompanha um pouco mais sobre a nossa experiência em voar no E195-E2 da companhia.

O voo no Embraer 195-E2 rosa

Embarcarmos através do portão C04 do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas-SP, principal hub da companhia aérea. No embarque, também como uma ação de conscientização durante o mês de outubro, havia bexigas na cor rosa e o “Tapete Azul”, que normalmente é de acor azul, agora está rosa.

A tecnologia do tapete virtual projetado no chão, que é inovadora e pioneira no mundo e que garante rapidez e distanciamento social na hora do embarque, ganha as cores da campanha ao longo do mês, proporcionando uma experiência aos clientes ainda mais alinhada com o tema.

A bordo, com uma tripulação composta só por mulheres, o maior avião de passageiros já fabricado no Brasil decolou às 13h16 (horário local), utilizando a pista 33 do aeroporto campineiro.

Times de tripulantes do voo especial

Escolhemos o assento 12D, ao lado da janela e nosso voo tinha previsão de aproximadamente 1 hora e 20 minutos até a cidade de Campo Grande. No voo em si, vale destacar a diminuição do ruído gerado pelo motor do novo Embraer 195-E2, em relação ao modelo anterior E1. Há também uma economia de 25% no custo da operação por assento.

Configurado com 4 assentos por fileira num total de 136 lugares (18 a mais que a versão anterior), todos possuem tela individuais de entretenimento com músicas, filmes, jogos e mapa de voo, com acesso sensível ao toque e entradas USB. Além disso, todos os assentos têm encosto de cabeça com almofadas reajustáveis, diferente da versão anterior.

A aeronave disponibiliza para os clientes o Espaço Azul em 28 assentos, com maior espaço para as pernas.

Em meio a todos os aspectos positivos, há apenas um fator contrário a se comentar, sobre o assento do E2 em relação ao E1. Em uma opinião particular deste escritor, o conforto da versão anterior do Embraer da Azul é melhor que o da atual.

Assento 12D
Assentos com almofadas de cabeça reajustáveis

Os dados abaixo, da plataforma de rastreamento RadarBox, mostram o voo AD4877 que nos levou até a capital sul mato-grossense. Com algumas pequenas áreas turbulentas, a aeronave seguiu até o destino em pouco mais de uma hora e vinte minutos de voo.

Trajetória do voo até Campo Grande – Imagem: RadarBox

Já no Aeroporto Internacional de Campo Grande, nosso desembarque do Embraer E195-E2 foi realizado sem o auxílio do finger, portanto, caminhamos pelo pátio até a sala de desembarque do aeroporto, permitindo uma rápida contemplação do bonito avião de fabricação brasileira.

Desembarque

Para mais detalhes sobre nossa visita ao Hospital de Amor, acesse o título logo abaixo:

Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias

IATA libera dados de outubro das viagens aéreas e critica governos...

0
A IATA alertou que a imposição de proibições de viagens - que vai contra a recomendação da OMS - pode ameaçar a recuperação do setor.