Início Acidentes e Incidentes Com pane, jato Embraer 175 faz 3 aproximações para 3 pistas do...

Com pane, jato Embraer 175 faz 3 aproximações para 3 pistas do mesmo aeroporto

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Embraer 175 – Imagem: Richard Silagi / CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Um incidente com um jato Embraer 175 na última semana levou a uma curiosa situação exclusiva de grandes aeroportos, impossível de acontecer, por exemplo, no Brasil, já que nenhum aeroporto comercial do país possui mais de duas pistas.

Na última quinta-feira, 4 de março, segundo reporta o The Aviation Herald, o E175 registrado sob a matrícula N225NN, operado pela American Eagle, que faz voos regionais para a American Airlines, enfrentou uma pane quando se aproximava para pousar no voo de número AA-4450.

O jato havia partido de Houston com 64 pessoas a bordo e efetuado um voo sem intercorrências até o Aeroporto O’Hare, de Chicago, porém, quando estava a instantes do pouso pela pista 10C do destino, os pilotos efetuaram uma arremetida quando a cerca de 1200 pés de altitude (360 metros).

O E175 arremetendo na aproximação da 10C – Imagem: FlightRadar24

Sendo O’Hare um aeroporto bastante movimentado e tendo nada menos do que oito pistas atualmente em operação (a mais nova delas inaugurada no final do ano passado), na seguinte aproximação os pilotos do E175 foram orientados pelo controle de tráfego aéreo (ATC) a pousar pela pista 09L, paralela à anteriormente utilizada, porém mais ao norte do aeródromo.

Identificações das cabeceiras das oito pistas de O’Hare

Diagrama com as oito pistas de O’Hare

Cerca de 10 minutos após a arremetida da aproximação da 10C, agora prestes a pousar pela 09L, novamente um procedimento de arremetida foi efetuado pelos pilotos a cerca de 1500 pés de altitude.

O E175 arremetendo na aproximação da 9L – Imagem: FlightRadar24

O controle de tráfego aéreo orientou-os para nova aproximação à pista 09L, e então eles avisaram que seria necessário maior espaçamento de aeronaves que viessem atrás deles, pois precisariam parar na pista.

O controle de aproximação então ofereceu outra pista, a 09C, também paralela às duas anteriores e localizada entre elas, pois a 09C possui um comprimento maior. Os tripulantes afirmaram que eles não tinham restrições quanto ao comprimento, mas apenas que precisavam parar na pista após o pouso.

Por fim, os pilotos decidiram declarar emergência, justificando, segundo as informações do AvHerald, que não queriam causar nenhum problema ao ATC, e explicaram que a aeronave tinha uma pane no controle de direção do trem de pouso do nariz. O Embraer 175 pousou com segurança na pista 09C após a terceira aproximação diferente.

O E175 completando a aproximação da 9C – Imagem: FlightRadar24

Segundo dados do FlightRadar24, os tripulantes foram capazes de sair da pista imediatamente, porém, parando em seguida na taxiway. Ali, o jato permaneceu por cerca de 40 minutos até voltar a se deslocar para o pátio.

O E175 na taxiway, voltando a se movimentar após 40 minutos – Imagem: FlightRadar24

Até a publicação desta matéria, não havia informações que indicassem se os passageiros foram desembarcados na taxiway ou somente após a chegada ao pátio, e nem se, após os 40 minutos, a aeronave foi tratorada ou seguiu por conta própria até o pátio.

O N225NN voltou a decolar para operações comerciais no dia seguinte, cerca de 15 horas depois do problema.

Sair da versão mobile