Pane de motor em Boeing 757 leva pilotos a optarem por pouso em aeroporto alternativo

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Avião Boeing 757-200 Delta Air Lines
Boeing 757-200 da Delta – Imagem: Eddie Maloney / CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

Os pilotos de um Boeing 757 optaram por um pouso não programado em um aeroporto alternativo depois que a aeronave apresentou alerta de uma pane de motor no meio do voo.

As informações obtidas pelo site especializado The Aviation Herald descrevem que a aeronave envolvida no incidente foi o Boeing 757-200 registrado sob a matrícula N819DX, operado pela companhia aérea norte-americana Delta Air Lines.

Segundo o relato, o jato estava realizando o voo de número DL-2123 nesta última segunda-feira, dia 22 de fevereiro, com 128 pessoas a bordo, tendo partido de Atlanta para Seattle, ambas nos Estados Unidos.

O 757 estava em voo de cruzeiro mantendo o FL380 (nível de voo de 38 mil pés) quando a tripulação informou ao controle de tráfego aéreo uma falha em um dos motores PW2037 e decidiu desviar para Salt Lake City. O FlightRadar24 mostra que haviam se passado quase 4 horas desde a decolagem quando o desvio foi iniciado.

O B757 em voo, pouco antes de iniciar o desvio de rota – Imagem: FlightRadar24

A aeronave pousou com segurança na pista 16L de Salt Lake City por volta de 20 minutos após a decisão de desviar, e os serviços de emergência que estavam de prontidão para na chegada do Boeing 757 relataram que o motor parecia normal. A aeronave então taxiou até o pátio.

A companhia aérea informou que apenas que a tripulação desviou para Salt Lake City por precaução após uma indicação alertando sobre um possível problema no motor.

A aeronave de ocorrência permanecia em solo em Salt Lake City até o momento da redação desta matéria, pouco mais de 24 horas após o pouso.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias