Para a CASA, Boeing 737 MAX já está liberado para voar

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A Autoridade de Segurança da Aviação Civil da Austrália (CASA) retirou a suspensão temporária das aeronaves Boeing 737 MAX operando de ou para a Austrália, afirmou a agência em nota nessa sexta-feira, 26 de fevereiro.

Embora nenhuma companhia aérea australiana opere atualmente o Boeing 737 MAX, duas companhias aéreas estrangeiras voavam esses tipos de aeronaves para a Austrália antes da pandemia de COVID-19, a SilkAir, com sede em Cingapura, e a Fiji Airways.

Federal Aviation Administration (FAA) dos Estados Unidos e a European Union Aviation Safety Agency (EASA) emitiram recentemente diretrizes de retorno ao serviço de aeronavegabilidade para o Boeing 737 MAX.

O CEO e Diretor de Segurança da Aviação da CASA, Graeme Crawford, disse que a suspensão inicial foi no melhor interesse da segurança da aviação.

“A CASA foi um dos primeiros reguladores da aviação civil do mundo a suspender as operações do Boeing 737 MAX. Tomamos medidas antecipadas com base nas informações que tínhamos para garantir que nossos céus permanecessem seguros enquanto a causa dos acidentes era investigada”, disse Crawford.

“Aceitamos os requisitos de retorno ao serviço especificados pela FAA para o 737 MAX e estamos confiantes de que a aeronave está segura. Nossa equipe de aeronavegabilidade e engenharia avaliou que não há requisitos adicionais de retorno aos serviços para operação na Austrália”, concluiu o regulador.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Governo Dória publica edital de concessão para 22 aeroportos regionais paulistas

0
O Governo de SP lança o edital de concorrência internacional para leilão da concessão dos 22 aeroportos regionais, atualmente administrados