Para a história, empresa aérea de Israel planeja voos para Dubai

Foto de Raimond Spekking via Wikimedia Commons

A Israir Airlines, terceira maior empresa aérea de Israel, foi a primeira empresa aérea da história a pedir um voo comercial regular direto para Dubai. A medida segue um acordo histórico entre Israel e os Emirados Árabes Unidos, anunciado na quinta-feira passada, que vai normalizar as relações dos dois lados e estabelecer um diálogo diplomático formal.

O presidente-executivo da Israir, Uri Sirkis, disse à emissora estatal israelense Kan que Dubai, em particular, era um destino “muito, muito atraente”, prevendo que o emirado se tornaria popular entre os turistas e empresários israelenses.

Por trás da operação

Segundo o Times of Israel, por trás da operação está um dos empresários mais ricos dos Emirados Árabes Unidos, Khalaf Ahmad al-Habtoor, que considerou o acordo uma oportunidade para turistas e empresários.

“Tenho muitos amigos de Israel”, disse ele à TV emiradense no domingo. “Esta é uma grande decisão dos líderes de Israel e dos Emirados Árabes Unidos. Posso dizer que eles realmente fizeram algo ótimo. Esta é uma oportunidade para empresários e turistas israelenses que querem nos visitar. Este é um país muito rico”.

Habtoor disse que sua empresa iniciou uma discussão com Israir sobre voos comerciais e charter para turistas. “Minha equipe está conduzindo negociações e espero que cheguemos a um acordo que seja bom para os dois lados, para a sociedade israelense e para a sociedade dos Emirados”, disse ele ao TOI.

Voos diretos “pero no mucho”

Os voos diretos inéditos entre os dois países são totalmente viáveis, mas enfrentam outro desafio, pois eles teriam que passar pelo espaço aéreo saudita e as companhias aéreas israelenses estão atualmente proibidas de voar sobre a Arábia Saudita. Como a Arábia não se pronunciou sobre o acordo dos Emirados com Israel, ainda não se sabe se ela estaria satisfeita em abrir o espaço aéreo aos aviões de ambos os lados.

A melhor alternativa nesse caso seria voar contornando o territórios sírio, libanês e saudita pelo mediterrâneo e depois descer rumo aos Emirados Árabes pela Turquia, Iraque e Golfo Pérsico.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

MP pede bloqueio de bens do dono da Itapemirim, citando a...

0
O Ministério Público pediu o bloqueio dos bens do dono do Grupo Itapemirim, Sidnei Piva, citando o processo de abertura da companhia aérea.