Para burlar restrições de viagem, pessoas estão marcando dentista em outros países

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

people sign traveling blur
Foto de Skitterphoto on Pexels.com

Os irlandeses mais ansiosos para viajar para um destino ensolarado e fugir do frio encontraram mais uma brecha para burlar a proibição imposta pelo governo local sobre as viagens internacionais não-essenciais, num momento em que a epidemia da Covid ainda não está sob controle. 

Segundo o site Politico.eu, o truque envolve simplesmente marcar uma consulta odontológica no exterior e, com isso, fazer uso da “isenção de tratamento médico”. Isso porque, atualmente, as restrições de viagem impedem passeios a lazer para outros países, mas o decreto prevê que viagens essenciais para negócios, família e questões médicas são permitidas.

O site europeu apurou que clínicas dentárias nas Ilhas Canárias têm se mostrado populares, com algumas recebendo dezenas de consultas todos os dias, muitas delas de casais jovens, na casa dos 20 anos.

Acontece que muitos desses pacientes não estão aparecendo nas consultas e estão causando prejuízo e tirando vagas de quem realmente precisa do tratamento. Por conta disso, algumas clínicas agora exigem pagamento adiantado.

A polícia irlandesa também poderá requerer o comprovante de pagamento da taxa de consulta dos viajantes, antes que eles embarquem nos voos e não mais apenas a confirmação do agendamento. Quem descumprir a lei, leva uma multa de €500, mas o governo já considera subir esse valor para €2000, na tentativa de dissuadir as tentativas de fraude.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Política de preço de querosene de aviação será debatida na Câmara...

0
Serão debatidos os sucessivos aumentos de preço, devido à política de paridade de preço internacional adotada pela Petrobras.