Início Variedades Para não ser reconhecido, passageiro ilegal tentava embarcar com rosto enfaixado

Para não ser reconhecido, passageiro ilegal tentava embarcar com rosto enfaixado

Foto: Polícia Turca

A polícia do aeroporto de Istambul, na capital turca, descobriu uma quadrilha de traficantes de seres humanos que contrabandeava migrantes através dos aeroportos usando bandagens como disfarce. Segundo nota da polícia, um libanês cujo rosto estava coberto (vide foto) para evitar o reconhecimento, um membro da gangue e o homem cujo passaporte estava sendo usado pelo migrante foram detidos na quarta-feira passada (28).

Segundo reportagem do Daily Sabah, as autoridades disseram que a gangue comercializava a entrada e saída ilegais de imigrantes na Turquia, fornecendo passaportes falsos e disfarçando-os de “pacientes com cirurgias recentes”.

A investigação revelou que um imigrante ilegal pagou por um passaporte falso. Os traficantes aplicaram-lhe maquiagem simulando uma cicatriz e colocaram bandagens em sua cabeça e mão. Uma máscara protetora facial completava o visual e deixava muito pouco do rosto do homem à mostra.

Ao passar pelo controle de passaporte, a membro da quadrilha que acompanhava o ilegal disse aos oficiais que ele “não conseguia falar ou andar” devido à cirurgia e até pediu uma cadeira de rodas. Ela entregou o passaporte falso aos agentes, mas os policiais começaram a suspeitar quando pediram que o homem removesse a máscara e viram que ele não se parecia com a foto no passaporte. 

A polícia fez então uma análise mais completa, verificando as digitais, e descobriu que ele mentiu sobre sua identidade. Não restou alternativa ao homem senão confessar às autoridades que a mulher que o acompanhava lhe deu o passaporte depois que ele negociou com os contrabandistas. Durante o interrogatório, a polícia descobriu que o verdadeiro dono do passaporte estava no aeroporto e o deteve.

Apesar de parecer uma manobra arrojada e que facilmente levantaria a desconfiança, as autoridades disseram que a quadrilha conseguiu retirar outros imigrantes ilegais usando do mesmo modus operandi.

Sair da versão mobile