Início Acidentes e Incidentes Paraquedista filma acidente de aeronave em que estava a bordo

Paraquedista filma acidente de aeronave em que estava a bordo

Skydive Teuge
Cessna 208B Supervan 900 semelhante ao envolvido no acidente – Imagem: Skydive Teuge

Uma ocorrência com uma aeronave de paraquedismo chamou a atenção recentemente, após um dos esportistas a bordo publicar o vídeo da queda do monomotor ao lado de uma rodovia na Holanda, conforme você assiste abaixo nesta matéria.

O acidente aconteceu no último dia 25 de junho com o Cessna 208B Supervan 900 registrado sob a matrícula PH-FST, modificado para prática de paraquedismo, da empresa Skydive Teuge. Apesar da ocorrência ter acontecido meses atrás, o assunto veio à tona recentemente com a publicação das imagens no YouTube.

Com 17 paraquedistas e 1 piloto a bordo, a aeronave decolou do Aeroporto Internacional de Teuge, na Holanda, para lançar os esportista e retornar de onde decolou. No entanto, de acordo com informações do Aviation Safety, logo após a decolagem o monomotor perdeu potencia e precisou realizar um pouso forçado.

No pouso, a aeronave bateu a asa direita contra um outdoor, arrastou-se pelo solo e parou ao atingir a barreira metálica (guard rail) entre o gramado e a rodovia, cerca de 2 quilômetros a oeste do aeroporto. A aeronave não teve princípio de incêndio e todos os ocupantes saíram ilesos.

Imagens publicadas no twitter mostram o estado da aeronave logo após o pouso forçado. É possível ver que o monomotor sofreu danos nos trens de pouso e nas duas asas, além de estragos por toda a estrutura.

O paraquedista que estava a bordo da aeronave e gravou a queda do monomotor tinha a câmera presa ao seu capacete. Nas imagens da gravação logo abaixo, é possível ver o momento do pouso e todos evacuando a aeronave, agilizados pelo cinegrafista, que busca ter a aeronave esvaziada o mais rápido possível devido ao risco de um incêndio.

Após desembarcarem da aeronave, os paraquedistas, emocionados, abraçam o piloto em um sinal de alívio e agradecimento por estarem vivos. Veja abaixo:

Leia mais:

Sair da versão mobile