Passageiro descontrolado estrangula comissário e tenta invadir a cabine do avião

JetBlue
Airbus A320 da JetBlue – Imagem: Tomás Del Coro, CC BY-SA 2.0, Flickr

Um passageiro totalmente descontrolado agrediu severamente um comissário de bordo, e ainda tentou invadir a cabine de comando, em um voo regular de passageiros na última quarta-feira, dia 22 de setembro.

Com os números de ocorrências a bordo nos Estados Unidos ainda em altos patamares, mais este infeliz caso foi registrado, dessa vez em um voo da companhia aérea JetBlue, que cumpria a rota entre Boston, em Massachusetts, e San Juan, em Porto Rico.

De acordo com informações do Paddle Your Own Kanoo, o passageiro identificado como Khalil El Dahr estava em seu assento tentado dar um telefonema para uma pessoa não informada. Após não ter sucesso em seu contato, o homem levantou de seu assento e se dirigiu apressado à cabine de comando.

O passageiro, já descontrolado, começou a dar socos na porta do cockpit, gritando palavras em espanhol, e pedindo para ser alvejado por tiros, conforme apontam dados do FBI.

Dos dois comissários de bordo interrogados por William Lopez do FBI em San Juan, um deles relatou que o comandante da aeronave, ainda incerto do que estava acontecendo no momento em que o passageiro batia para entrar na cabine, abriu a porta do cockpit.

Neste momento, os comissários de bordo conseguiram direcionar o passageiro para a primeira fileira de assentos, afim de contê-lo e evitar que ele invadisse a cabine de comando, entretanto, ao perceber que a porta estava aberta, o desordeiro realizou uma manobra agarrando a gravata de um dos tripulantes e chutando o seu peito, estrangulando ele com a própria gravata. O comissário conseguiu se livrar do agressor brevemente, enquanto outras pessoas continham o agressor.

Ainda conforme relato do segundo comissário, El Dahr foi amarrado com algemas flexíveis específicas para situações como essa e que estão a disposição em todos os voos, mas conseguiu rompê-las. Apesar disso, outro par de algemas que estava a bordo foi usado para conter o agressor, que após dominado foi encaminhado para o fundo da aeronave.

Após o pouso, o homem foi levado sob custódia pelas autoridades, mas ainda não se sabe quais serão suas acusações. A JetBlue não comentou o caso.

Leia mais:

Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias