Passageiro é condenado à cadeia após chamar comissária de voo de fascista

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Um passageiro britânico foi condenado a um ano e dois meses de prisão após chamar uma comissária de fascista durante um voo da Ryanair.

O passageiro Daniel Hendry, que aparece no vídeo abaixo, disponibilizado pelo portal Paddle Your Own Kanoo, teria chamado uma comissária italiana de fascista, após se recusar a usar uma máscara, além de também fazer a saudação romana com a mão para frente e para cima, um gesto usado por fascistas e nazistas.

O caso aconteceu durante um voo da empresa de baixo custo Ryanair entre Tenerife, nas Ilhas Canárias, e a cidade Manchester, na Inglaterra. Daniel teria tomado uma garrafa de vodca durante o voo, tirou a máscara e foi interpelado por uma comissária, que alertou para as regras da companhia.

Em resposta, ele falou que ia bater nela e “esmagar sua cabeça”. Foi aí que a outra comissária, italiana, interveio, no que ele a chamou de racista e fez a saudação romana.

A confusão gerada pelo passageiro a bordo foi tamanha que o comandante cogitou desviar o voo para outra cidade, mas por questões de pandemia e Brexit, seria algo mais complicado, principalmente para decolar posteriormente, dada a necessidade de aprovações. Por conta disso, o comandante seguiu em voo até Manchester, em uma rota direta aprovada pelo controlador de tráfego aéreo, que lhe ajudou a chegar 25 minutos antes do esperado.

No desembarque, a polícia britânica prendeu o passageiro, que ainda resistiu, batendo a cabeça no chão e cuspindo no policial.

Não satisfeito, durante a audiência de custódia, ele afirmou que a comissária era uma palhaça e que teria cortado ela se tivesse a oportunidade. “Estou cansado de ser perguntado sobre aquele dia (do voo). Se você acredita nela (na comissária), então você é o problema”, afirmou o passageiro de 25 anos.

A decisão da corte veio nesta semana, e Daniel cumprirá sua pena em regime fechado. No final, apesar de acusar os outros de fascistas, acabou terminando igual muitos deles: presos por britânicos.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Clássico Boeing 737-200 ‘breguinha’ fará hoje uma rara aparição no Brasil

0
Já há bastante tempo desde que o Boeing 737-200, apelidado de 'breguinha' por alguns, realizou seu último voo regular no Brasil