Passageiro é preso com 82 barras de ouro após desembarcar em aeroporto

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Se no Brasil a Receita Federal está habituada a apreender celulares, aparelhos eletrônicos e relógios contrabandeados no desembarque dos aeroportos, a situação é mais complicada em Bangladesh, no sul da Ásia.

Homem Preso Barras de Ouro Bangladesh Airlines
Homem com barras de ouro é apresentado a imprensa – Imagem: Divulgação UNB

Na manhã de quinta-feira, 1, um homem foi preso no Aeroporto Internacional Shah Amanat, na cidade de Chittagong, com 82 barras de ouro escondidas no corpo.

De acordo com a agência de notícias United News Bangladesh (UNB), o passageiro chama-se Enamul Haque, morador da cidade bengali de Cox’s Bazar. Os agentes da alfândega do aeroporto abordaram o homem logo após o desembarque.

Os oficiais desconfiaram dos movimentos estranhos do suspeito e resolveram investigar. Durante a revista, não tiveram dificuldade em encontrar as barras de ouro sob a roupa.

Haque chegava de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, pela companhia aérea Biman Bangladesh Airlines. As barras de ouro, somadas, pesavam dez quilos e valiam o equivalente a cerca de R$3,79 milhões.

Avião Boeing 787 Biman Bangladesh Airlines
Boeing 787 da Biman – Imagem: Jubair1985 / CC BY-SA

Ainda não se sabe como o homem conseguiu embarcar em Dubai com os metais junto ao corpo. Mas chama atenção o fato que, recentemente, a companhia aérea foi acusada de corrupção e abuso de poder durante processo de recrutamento de pilotos (clique aqui para rever).

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Fabio Farias
Jornalista e curioso por natureza. Passou um terço da vida entre aeroportos e aviões. Segue a aviação e é seguido por ela.

Veja outras histórias

Aprovado projeto do monotrilho entre Aeroporto de Guarulhos e estação de...

0
A novela sobre a ligação férrea que foi construída até o Aeroporto de Guarulhos, mas que não chegava até o aeroporto, dirige-se a um fim.