Início Variedades Passageiro é preso ao ‘rogar praga’ em voo

Passageiro é preso ao ‘rogar praga’ em voo

Em um ano de incertezas e tristes notícias que estamos vivendo, com uma pandemia assolando nossa sociedade com mortes e dificuldades econômicas, a última coisa que precisamos nesse momento é alguém desejando algo negativo para a nossa vida, principalmente quando estamos entrando em um avião que chegará a cerca de 10 km de altura.

Imagem: joolsgriff / CC BY-NC 2.0, via Flickr

Foi o que aconteceu com o voo VZ305 de Phuket para Bangkok, da companhia aérea vietnamita Vietjet, quando um passageiro insatisfeito foi preso ao murmurar “essa companhia aérea deveria ser bombardeada” enquanto o agente de aeroporto verificava seu cartão de embarque.

Segundo reportou o Bangkok Post, o agente de aeroporto prontamente reportou o incidente para seus superiores e para o departamento de segurança e proteção de voos da companhia, que agiu imediatamente prendendo o passageiro por violar a seção 22 da Lei de Transporte Aéreo da Tailândia, “fazer um comentário falso que pode causar pânico”.

Apesar de o passageiro ter se desculpado e dito que foi um lapso de raiva, tais comentários são extremamente proibidos em todas as companhias, sejam eles referentes a bombas ou ao terrorismo.

Principalmente após do fatídico 11 de setembro de 2001, todo o cuidado das companhias aéreas com qualquer ameaça de interferência ilícita ou risco de armas ou bombas a bordo é levado muito a sério, mesmo que seja uma falsa denúncia ou uma brincadeira. Para as companhias aéreas, não existe cuidado excessivo para trazer segurança aos passageiros e tudo é investigado.

Todos os funcionários da linha de frente das companhias aéreas e dos aeroportos, desde o momento que o passageiro chega até seu desembarque, são treinados arduamente para identificar riscos, e nenhuma suspeita é descartada antes de investigada.

Um exemplo disso é o comum fato de o passageiro despachar a mala, fazer o check-in e não aparecer para o embarque. Não importa o quanto o voo atrase, a mala do passageiro faltante é identificada e removida do voo, pois nenhuma bagagem pode ir desacompanhada do seu dono, a não ser com uma verificação especial e autorização das equipes competentes.

A proibição da veiculação de uma cena no famoso seriado norte-americano ‘Friends’ mostra também a intolerância que a indústria aérea tem com brincadeiras nesse sentido, principalmente nos Estados Unidos.

Na cena, um dos personagens brinca com uma placa que proíbe brincadeiras sobre bombas ou sequestros no aeroporto e é preso por isso. Ao ser preso, o personagem argumenta, “Eu só estava fazendo uma piada. Eu sei que a placa proibe piadas sobre bombas, mas ela não deveria realmente dizer sem bombas?”

Mesmo com o teor cômico e até informativo da cena, ela foi proibida de ir ao ar.

Com certeza, após o ocorrido, o passageiro preso da Thai Vietjet vai pensar duas vezes antes de repetir a atitude de ‘rogar praga’ para outras pessoas.

Apaixonado por aviação desde o berço como filho de comissário de bordo, realizou o sonho de criança se tornando comissário em 2011 e leva a experiência de quase 10 anos no mercado da aviação. Formado Trainer em Programação Neurolinguística, conseguiu unir suas duas paixões, comunicação e aviação.
Sair da versão mobile