Passageiro tenta esconder pintura de R$ 233 mil entre roupas na mala

Foto de Andrea Piacquadio via Pexels.com

Um sérvio de 39 anos foi barrado no aeroporto de Belgrado, capital da Sérvia, tentando esconder uma pintura no valor de 37.500 € (cerca de R$ 233 mil). Pelas leis do país, ele deveria ter declarado a obra de arte na alfândega, mas foi interceptado ao tentar passar pelo canal verde, de “Nada a Declarar”.

De acordo com o jornal sérvio Telegraf, o homem, que havia acabado de chegar de Viena, na Áustria, carregava o quadro de 70 cm X 53 cm na mala, entre as roupas A obra era do pintor Paja Jovanović, importante representante do realismo sérvio. Juntamente como quadro, o passageiro também levava 15.500 € em espécie. Não se sabe, ainda, a origem do quadro e se a aquisição foi legal.  

Pelas leis da Sérvia, qualquer mercadoria adquirida no exterior com valor superior a 100 € precisa ser informada, sob risco de confisco do item. A regra também vale para quantias em dinheiro acima de 10.000 €, sob pena de multa em caso de não cumprimento, como ocorrido com o dono da pintura.

IMAGEM: Administração Aduaneira/Telegraf

Segundo o controle alfandegário do Aeroporto Internacional Nikola Tesla de Belgrado, as apreensões de itens de alto valor no têm crescido muito em 2021. Só nos últimos quatro meses, dez relógios extremamente caros de marcas conhecidas foram apreendidos, além de joias e roupas de grife que somam 300.000 €.

Recentemente, um passageiro que vinha de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, ocultou um relógio Franck Muller de 36.000 € (mais de R$ 223mil), que foi confiscado pelos agentes.

Fabio Farias
Jornalista e curioso por natureza. Passou um terço da vida entre aeroportos e aviões. Segue a aviação e é seguido por ela.

Veja outras histórias

Casal goiano alega na justiça que empresa aérea colombiana atrapalhou sua...

0
A 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás aumentou para R$ 10 mil a indenização, por danos morais, que uma família vai receber