Passageiros aplaudem expulsão de mulher que se recusou usar máscara num voo

Avião Airbus A320 Frontier
Imagem: Frontier

Uma passageira foi obrigada a desembarcar sob escolta da polícia nos Estados Unidos por se negar a usar a máscara, logo após o embarque. Ela também discutiu com uma comissária. O momento da abordagem policial foi filmado e o desembarque da mulher foi aplaudido pelas demais pessoas a bordo.

O incidente ocorreu no dia 3 de dezembro em um voo da Frontier Airlines que ia de Nova York para Tampa, na Flórida. A companhia tem como protocolo de segurança contra a Covid-19 a obrigatoriedade do uso de máscara durante todos os momentos dentro da aeronave.

Você precisa sair

Nas imagens, captadas por um passageiro de uma poltrona próxima, é possível ver uma comissária falando firmemente com uma senhora sobre a necessidade do uso do equipamento de proteção.

“Senhora, você precisa de uma máscara. Você precisa da máscara de papel que eles te forneceram”, diz a funcionária. Quando a passageira pareceu ignorar o pedido, a comissária acrescenta: “Você tem que usar sua máscara durante todo o voo. Se não puder fazer isso, terá que ser retirada da aeronave”.

Depois disso, é possível ouvir a mulher ofendendo a profissional, que retorna e exige que ela saia.

Os dois passageiros que estão ao lado dela se levantam e deixam o espaço livre, mas ela permanece irredutível. “Você está saindo deste voo. Acabou. Você não vai falar assim comigo. Você tem que obedecer. Você concordou com isso quando fez o check-in em nosso voo e quando comprou sua passagem, então eu preciso que você saia da aeronave neste momento”, exige a funcionária.

Tchau, Karen

Um segundo vídeo mostra um oficial de segurança retirando a bagagem da passageira do compartimento superior e acompanhando a mulher para fora. Neste momento, várias pessoas a bordo aplaudem a retirada da viajante e rebelde. É possível ouvir “Tchau, Karen!”, de alguns passageiros.

A revista norte-americana Newsweek entrevistou Jennifer de la Cruz, diretora de comunicação da Fontier. A porta-voz disse que todos os passageiros devem seguir a política sanitária da companhia  para completar o voo.

“A política de cobertura facial da Frontier Airlines é claramente explicada durante o processo de reservas e check-in, durante o embarque e a bordo da aeronave”, explica a diretora. “Coberturas faciais são necessárias durante toda a jornada do viajante ao voar com a Frontier”.

Política da empresa

Mesmo sem uma lei federal que regulamente os critérios de proteção contra a COVID-19 nos meios de transporte, as companhias aéreas norte-americanas têm adotado rígidos procedimentos para proteger passageiros e funcionários. Nos EUA, mais de mil passageiros já foram expulsos ou banidos das empresas por problemas com uso de máscara.

Em seu site, a Frontier deixa clara a sua orientação sobre o que espera de todas as pessoas a bordo das aeronaves.

“Exigimos que tanto os passageiros quanto os funcionários usem cobertura facial sobre o nariz e a boca em todo o processo da viagem, incluindo em guichês, portões de embarque, retirada de bagagem e a bordo de todos os voos. Este nível de proteção é importante para o bem-estar de todos e se você não usar uma cobertura facial aprovada, poderá perder futuros privilégios de viagem na Frontier”, diz a política”.

Confira mais as imagens da confusão:

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Fabio Farias
Jornalista e curioso por natureza. Passou um terço da vida entre aeroportos e aviões. Segue a aviação e é seguido por ela.

Veja outras histórias

Lufthansa comemora: levantará mais de $2 bi para pagar o governo...

0
O Grupo Lufthansa anunciou que a evolução positiva da sua situação permitirá um aumento de capital para saldar o apoio que recebeu.